Câmara aprova mudança na lei de improbidade administrativa e Lira sai em defesa do texto

'Críticas sempre existirão em tudo o que fizermos', disse o deputado
-Publicidade-
Presidente da Câmara, Arthur Lira | Foto: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados
Presidente da Câmara, Arthur Lira | Foto: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados

O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), defendeu a revisão da Lei de Improbidade Administrativa que foi aprovada nesta quarta-feira, 16, no plenário da Casa. Articulador da mudança, o deputado já foi condenado em duas ações dessa modalidade na Justiça de Alagoas e pode se beneficiar de eventuais alterações.

“Críticas sempre existirão em tudo o que fizermos. E existirão também em tudo o que não fizermos. Mas vale ressaltar o que esta Casa fez, faz e vier a fazer, poderá ser aperfeiçoado posteriormente”, discursou Lira que garantiu que a proposta vai “proteger o bom gestor”.

Leia mais: “Flávio Bolsonaro critica Witzel: ‘veio para cá para mentir’”

-Publicidade-

Entre os principais itens do projeto, está a definição de que apenas condutas dolosas (intencionais) devam ser punidas. “Ações negligentes, imprudentes ou imperitas, ainda que causem danos materiais ao Estado, não podem ser enquadradas como atos de improbidade, pois lhes falta o elemento de desonestidade”, justifica o relator Carlos Zarattini (PT-SP).

“Uns vão dizer que o que fizermos é açodamento. Outros vão dizer que é flexibilização. Vão sempre dizer alguma coisa. Mas o importante não é o que dizem. São os nossos atos. Se eles são benéficos para o país, se ajudam a melhorar a vida das pessoas”, afirmou Lira.

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

2 comentários

  1. Prá governar, respeitando a carta comunista, descartou-se Botafogo e convive-se com o mala da QV – QUEIROZ GALVÃO
    JÁ AVISEI AQUI Q A HONESTIDADE ESTÁ OPORTUNIZANDO BANDIDOS A SE REDIMIREM DO PASSADO.
    Aproveite Lyra!!!

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site