Câmara barra voto preferencial e mantém 2° turno nas eleições

Proposta do relatório da deputada Renata Abreu (Podemos-SP) previa um complexo sistema de votos em cinco candidatos
-Publicidade-
A deputada Renata Abreu (Podemos-SP) foi relatora da minirreforma eleitoral na Câmara
A deputada Renata Abreu (Podemos-SP) foi relatora da minirreforma eleitoral na Câmara | Foto: Divulgação

A Câmara dos Deputados aprovou nesta quinta-feira, 12, um destaque à Proposta de Emenda à Constituição (PEC) da minirreforma eleitoral para barrar o chamado “voto preferencial” nas eleições do ano que vem.

Como Oeste noticiou, o destaque era um dos que precisavam ser analisados pelo plenário. O texto-base da reforma foi aprovado na noite de quarta-feira 11 e prevê, entre outros pontos, a volta das coligações partidárias nas eleições proporcionais e a derrubada da proposta do “distritão”  — sistema pelo qual a eleição para deputados se torna majoritária, com os mais votados sendo eleitos, independentemente da proporcionalidade dos votos recebidos por cada partido.

Leia mais: “Sem ‘distritão’, volta das coligações, nova data de posse: os principais pontos da minirreforma eleitoral”

-Publicidade-

Em substituição ao segundo turno, o texto-base da PEC previa um complexo sistema de votos em cinco candidatos e reposicionamento de votos caso o mais votado não obtivesse a maioria absoluta. Na prática, a proposta acabaria com o segundo turno das eleições para os cargos majoritários. Foram 388 votos para barrar a mudança e apenas 36 favoráveis ao texto.

Leia mais: “Câmara dos Deputados barra ‘distritão’ e restaura coligações”

Segundo o relatório da deputada Renata Abreu (Podemos-SP), o voto preferencial seria adotado a partir das eleições de 2024. O texto dizia que seria eleito o candidato que obtivesse a maioria absoluta das primeiras escolhas do eleitor. Os votos nulos e em branco não seriam contabilizados.

Leia também: “O voto distrital pode mudar o sistema eleitoral brasileiro”

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro