Câmara de SP paralisa sessão depois de suposta fala racista de vereador

Áudio atribuído a Camilo Cristófaro (PSB) é ouvido durante CPI dos aplicativos: 'É coisa de preto, né?'
-Publicidade-
Camilo Cristófaro pode enfrentar investigação na Câmara de São Paulo
Camilo Cristófaro pode enfrentar investigação na Câmara de São Paulo | Foto: Câmara de São Paulo/Reprodução

A Câmara de São Paulo suspendeu provisoriamente sessão nesta terça-feira, 3, depois do vazamento de um suposto comentário racista do vereador Camilo Cristófaro, do Partido Socialista Brasileiro (PSB).

O comentário aconteceu durante sessão da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos aplicativos. Em trecho do áudio é possível escutar Cristófaro falando, sem perceber que sua voz estava sendo levada ao plenário: “Não lava nem a calçada. É coisa de preto, né?”.

O vereador do PSB não estava presente no plenário durante a sessão desta terça-feira e participava de forma remota. A frase acabou provocando confusão na Câmara, e o presidente da CPI, Adilson Amadeu (União Brasil), decidiu suspender os trabalhos por cinco minutos.

-Publicidade-

Em comentário nas redes sociais, a vereadora Luana Alves (Psol) afirmou que entrará com uma representação contra Cristófaro.

“No início da sessão da CPI dos aplicativos, agora há pouco, o termo ‘coisa de preto’ foi proferido no microfone do plenário virtual. O áudio foi captado pelo microfone de um vereador. Entraremos com representação na corregedoria da Câmara para que seja investigado”, escreveu Alves.

Em nota oficial, o presidente da Câmara, vereador Milton Leite (MDB), afirmou que o episódio vai ser investigado internamente:

“É com uma indignação imensa que lamento mais uma denúncia de episódio racista dentro da Câmara de Vereadores de São Paulo, local democrático, livre e que acolhe a todos.

Como negro e presidente da Câmara tenho lutado com todas as forças contra o racismo, crime que insiste em ser cometido dentro de uma Casa de Leis e fora dela também.

O caso será apurado pela Corregedoria da Câmara Municipal de São Paulo.”

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.