-Publicidade-

Mesa da Câmara cassa deputado Manuel Marcos

Parlamentar do Republicanos do Acre já havia sido condenado pelo Tribunal Superior Eleitoral por abuso de poder econômico e político e compra de votos.
Deputado Manuel Marcos (Republicanos-AC) foi cassado | Foto: Douglas Gomes/Republicanos na Câmara/Flickr
Deputado Manuel Marcos (Republicanos-AC) foi cassado | Foto: Douglas Gomes/Republicanos na Câmara/Flickr | manuel marcos, republicanos, cassação, mesa diretora da câmara, câmara dos deputados, congresso nacional, tse, abuso de poder econômico, compra de votos

Parlamentar do Republicanos do Acre já havia sido condenado pelo Tribunal Superior Eleitoral por abuso de poder econômico e político e compra de votos

manuel marcos, republicanos, cassação, mesa diretora da câmara, câmara dos deputados, congresso nacional, tse, abuso de poder econômico, compra de votos
Deputado Manuel Marcos (Republicanos-AC) foi cassado
Foto: Douglas Gomes/Republicanos na Câmara/Flickr

A Mesa Diretora da Câmara dos Deputados cassou o mandato do deputado federal Manuel Marcos (Republicanos-AC).

O parlamentar já havia sido condenado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) por abuso de poder econômico e político e por compra de votos nas eleições de 2018.

O plenário do TSE manteve, por unanimidade, a cassação dos mandatos e a declaração de inelegibilidade de Manuel Marcos e da deputada estadual Juliana Rodrigues de Oliveira, também do Acre, em 22 de setembro deste ano.

Em junho de 2019, os dois foram acusados pelo Ministério Público Eleitoral e condenados pelo Tribunal Regional Eleitoral do Acre pelos crimes, pelos quais chegaram a ser presos ainda em dezembro de 2018.

A decisão da Mesa da Câmara de hoje apenas confirma o tribunal, portanto, não precisa da anuência do Conselho de Ética ou do plenário da Casa.

No lugar de Manuel Marcos, toma posse o advogado e professor de Direito Léo de Brito (PT-AC), que já havia cumprido um mandato como deputado federal entre 2015 e 2019.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

2 comentários

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês