-Publicidade-

PSDB avança com processo de expulsão de deputado

Partido entrega para seu conselho de ética o caso de Celso Sabino, que aceitou ser o líder da Maioria na Câmara
Bruno Araújo é o presidente nacional do PSDB. Ex-deputado federal, ele tentou se eleger senador por Pernambuco nas eleições de 2018 | Foto: MARCELO CAMARGO/AGÊNCIA BRASIL
Bruno Araújo é o presidente nacional do PSDB. Ex-deputado federal, ele tentou se eleger senador por Pernambuco nas eleições de 2018 | Foto: MARCELO CAMARGO/AGÊNCIA BRASIL | bruno araújo - presidente nacional do psdb

Partido entrega a seu conselho de ética o caso de Celso Sabino, que aceitou ser o líder da Maioria na Câmara

bruno araújo - presidente nacional do psdb
Bruno Araújo é o presidente nacional do PSDB. Ex-deputado federal, ele tentou se eleger senador por Pernambuco nas eleições de 2018, mas foi mal nas urnas
Foto: MARCELO CAMARGO/AGÊNCIA BRASIL

A perseguição promovida pelo comando do PSDB a um de seus deputados ganhou novo capítulo ontem. Isso porque a executiva nacional do partido convocou reunião com o anúncio de que o tema de debate seria a distribuição dos recursos do fundo eleitoral. Apesar do assunto divulgado, o encontro terminou com a resolução de avançar o processo de expulsão de Celso Sabino (PA) da sigla.

Leia mais: “Os aliados que ninguém quer nas eleições 2020”

Dessa forma, o caso que envolve Sabino será analisado pelo conselho de ética da legenda, que mantém em seus quadros figuras como o deputado federal Aécio Neves (MG), o senador José Serra (SP) e o ex-governador paulista Geraldo Alckmin. Assim, o presidente nacional do PSDB, Bruno Araújo, leva adiante a ameaça feita no começo do mês: punir o congressista que aceitou o convite para se tornar o líder da Maioria na Câmara dos Deputados.

Reunião secreta

Além de evidenciar o critério “um peso e duas medidas”, conforme relatou um integrante do partido à reportagem de Oeste, a decisão propagada pela executiva nacional vem sendo criticada nos bastidores do ninho tucano. Há quem afirme que o encaminhamento do pedido de expulsão de Celso Sabino não foi discutido em nenhum momento da reunião virtual realizada ontem. Por fim, há a alegação de que nem todos os parlamentares do partido receberam o link para participar da reunião.

Caso se confirme a expulsão, Celso Sabino não deve nem chegar a assumir o posto de líder da Maioria na Câmara. Atualmente, conforme registra o site da Casa, a função é de responsabilidade de Aguinaldo Ribeiro (PP-PB).

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

2 comentários

  1. O PSDB esta se saindo igual ou pior que o PT. Expulsa membros do partido por questões programáticas e mantém em seus quadros os figurões corruptos. Impressionante.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês