-Publicidade-

Carlos Bolsonaro diz que é pré-candidato à reeleição no Rio: ‘tudo segue normal’

Vereador fluminense diz que não pretende se mudar para outra cidade ou país e banca candidatura a reeleição à Câmara Municipal do Rio de Janeiro
Convocação de Carlos Bolsonaro ficará para depois do Carnaval
Convocação de Carlos Bolsonaro ficará para depois do Carnaval | Convocação de Carlos Bolsonaro ficará para depois do Carnaval

Vereador fluminense diz que não pretende se mudar para outra cidade ou país e banca candidatura a reeleição à Câmara Municipal do Rio de Janeiro

Vereador Carlos Bolsonaro será candidato nas eleições de novembro

O vereador fluminense Carlos Bolsonaro (Republicanos), filho do presidente Jair Bolsonaro, afirmou nas redes sociais na sexta-feira, 17, que será candidato à reeleição no pleito municipal de novembro, e negou que tenha pretensão de se mudar para Brasília ou para fora do País.

“(…) Não morarei no Texas ou Marte, continuo no Rio de Janeiro, sou pré candidato, presente nas sessões e tudo segue normal!”, publicou Carlos nesta sexta no Twitter.

Menos de um mês atrás, diante do cerco ao ‘gabinete do ódio’ imposto por inquéritos do Supremo Tribunal Federal (STF) e após uma ação do Facebook que derrubou 73 contas falsas ligadas ao presidente Jair Bolsonaro, a seus filhos e aliados, Carlos, o mais influente da família nas redes sociais, postou mensagens em tom enigmático, que sinalizavam uma postura de afastamento.

“Aos poucos vou me retirando do que sempre defendi. Creio que possa ter chegado o momento de um novo movimento pessoal. Estou cagando para esse lixo de fake news e demais narrativas. Precisamos viver e nos respeitar”, chegou a escrever.

A interlocutores, ele também chegou a afirmar que estava decidido a não concorrer à reeleição para vereador no Rio. E, ao mesmo tempo, que estudava a possibilidade de morar no Texas, nos EUA, onde tem amigos. Ele também não descartava a possibilidade de viver em Brasília para ficar mais perto do pai, embora as recentes divergências sobre os rumos do governo o obrigassem a se afastar do Planalto.

Com informações da Agência Estado
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias.
Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

2 comentários

  1. Acho errado este destaque todo para os filhos do Bolsonaro, e não deviam se meter nas ações do governo. Nunca soube nome de filhos de presidentes do Brasil, à exceção dos do Lula, nas páginas policiais.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.