Carlos Bolsonaro: ‘Na falta de fatos novos, requentam os velhos’

Filho do presidente Jair Bolsonaro reagiu à quebra de seus sigilos bancário e fiscal determinada pela Justiça do Rio
-Publicidade-
O vereador Carlos Bolsonaro é investigado por suposta 'rachadinha' em seu gabinete na Câmara Municipal
O vereador Carlos Bolsonaro é investigado por suposta 'rachadinha' em seu gabinete na Câmara Municipal | Foto: Dida Sampaio/Estadão Conteúdo

O vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ) reagiu à decisão do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ) de determinar a quebra de seus sigilos bancário e fiscal, no âmbito da investigação que apura suposta contratação de funcionários “fantasmas” no gabinete do parlamentar na Câmara Municipal.

No Twitter, o filho do presidente Jair Bolsonaro classificou as acusações como “narrativa” de seus adversários políticos.

Leia mais: “Tribunal quebra sigilos fiscal e bancário de Carlos Bolsonaro”

-Publicidade-

“Na falta de fatos novos, requentam os velhos que obviamente não chegaram a lugar nenhum e trocam a embalagem para empurrar adiante a narrativa”, tuitou o vereador. “Aos perdedores, frustrados por não ser o que sempre foram, restou apenas manipular e mentir.”

Leia também: “STJ suspende tramitação de denúncia contra Flávio Bolsonaro”

Como Oeste noticiou mais cedo, o Ministério Público do Rio (MP-RJ) sustenta que os assessores de Carlos não cumpriam o expediente de 40 horas semanais. Levantou-se, então, a suspeita da prática da chamada “rachadinha”. A Justiça apura se a contratação dos servidores na mira do TJ-RJ foi ou não instrumento para desviar salários.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

3 comentários Ver comentários

  1. Rachadinha;
    André Ciciliano – PT – 49 mi
    Paulo Ramos – PDT – 30 mi
    Marcio Pacheco – PSC – 25 mi
    Luiz Martins – PDT – 18 mi
    Dr. Deodalto – DEM – 16 mi
    Estes terão seus sigilos quebrados?
    Ops… claro que não, para o STF, e todos os outros de mesma repugnância que os seguem; ROUBAR é permitido, FALAR é crime inafiançável e contra a segurança pública.

  2. Tanto assunto relevante ou até mesmo, quanta gente que está nesta relação, cujo o Carlos Bolsonaro é um dos dos valores suspeitos menores e parece que só querem repercutir o nome Bolsonaro, para atacar como sempre o Presidente. Se o Carlos declara que não está nem ai, pois tem responsabilidades com as suas atribuições e não quer dar o mínimo de holofote para mais esta perseguição. Sugiro que corram atrás dos que estão no começo desta relação, pois ai veremos o que acontece de pesado. “Mas para desanuviar a mente, façam como eu, persiga a “rachadinha” as sextas feira!”

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.