Celso Russomanno será o próximo presidente do Parlamento do Mercosul

Bloco reúne parlamentares de seis países da América do Sul
-Publicidade-
Celso Russomanno: deputado federal por São Paulo e futuro presidente do Parlamento do Mercosul | Foto: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados
Celso Russomanno: deputado federal por São Paulo e futuro presidente do Parlamento do Mercosul | Foto: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados | celso russomanno - presidente do parlasul - parlamento do mercosul

Bloco reúne parlamentares de seis países da América do Sul

celso russomanno - presidente do parlasul - parlamento do mercosul
Celso Russomanno: deputado federal por São Paulo e futuro presidente do Parlamento do Mercosul | Foto: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados
-Publicidade-

O ano acabará com notícia de novo cargo político conquistado pelo deputado federal Celso Russomanno (Republicanos-SP). Depois de ser derrotado pela terceira vez consecutiva na disputa pela prefeitura de São Paulo, ele se prepara para assumir posição em nível internacional. Será o próximo presidente do Parlamento do Mercosul (Parlasul).

Leia mais: “Caixa 2: Ex-assessor de Maia vai prestar depoimento à PF”

A notícia sobre a mais nova função de Russomanno no mundo político foi feita pelo senador Nelsinho Trad (PSD-MS). “Informamos que o parlamentar Celso Russomano deverá assumir como presidente do Parlamento do Mercosul de acordo com o Artigo 169 do Regimento Interno do Parlasul”, anunciou Trad ao participar de reunião do grupo na segunda-feira 14.

Russomanno deve assumir a presidência do Parlasul no início de 2020. Ele substituirá o argentino Oscar Laborde. Com isso, seguirá a tradição do bloco em promover rodízio entre autoridades de Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai em seu comando. Somente em 2015, um venezuelano atuou como presidente do Parlamento do Mercosul.

O Parlasul

Idealizado em 2006, o Parlamento do Mercosul é composto por parlamentares de seis países da América do Sul: Argentina, Bolívia, Brasil, Paraguai, Uruguai e Venezuela. Com sede em Montevidéu (capital uruguaia), o Parlasul se reúne mensalmente para discutir propostas que sejam de comum interesse entre as nações do bloco.

Atualmente, o Brasil conta com 37 representantes no Parlasul, informa a Agência Senado. Além de Russomanno como futuro presidente do bloco, a mesa diretora brasileira no grupo é composta pelos senadores Nelsinho Trad (presidente da mesa do Brasil) e Márcio Bittar (MDB-AC) e o deputado federal Arlindo Chinaglia (PT-SP).

Telegram
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

2 comments

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site