-Publicidade-

Centrão ganha no Congresso. E agora?

Arthur Lira, candidato apoiado pelo presidente Jair Bolsonaro, vence disputa no 1º turno
O deputado Arthur Lira é apoiado pelo Palácio do Planalto à presidência da Câmara | Foto: Reprodução/Twitter
O deputado Arthur Lira é apoiado pelo Palácio do Planalto à presidência da Câmara | Foto: Reprodução/Twitter
Arthur Lira
Arthur Lira é o novo presidente da Câmara dos Deputados | Foto: Reprodução/Twitter

O deputado Arthur Lira (PP-AL), candidato apoiado pelo presidente Jair Bolsonaro, foi eleito ontem presidente da Câmara dos Deputados. Teve 302 votos, suficientes para liquidar a fatura no primeiro turno, contra 145 de seu principal adversário, Baleia Rossi (MDB-SP).

A Revista Oeste lança nesta terça-feira, 2, uma edição extra para explicar o que está em jogo na nova configuração política no Congresso Nacional:

“Um dos desafios de Lira será tocar reformas represadas, a começar pela enrolada tributária e pela tímida administrativa, incapaz de desinchar a máquina do funcionalismo público. Além disso, esperam-se de Lira um alinhamento com as diretrizes liberais do ministro da Economia, Paulo Guedes, e o compromisso com o avanço das privatizações estacionadas desde a posse de Bolsonaro.”

Leia a reportagem especial “O novo Congresso”, publicada na Edição 45 da Revista Oeste

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

5 comentários

  1. Sempre uma esperança de mudança, afinal com Maia, o boicote ao Brasil foi evidente.
    Ao ex presidente da Camara, o justo ostracismo que sua mediocridade merece.

  2. Temos que acreditar que tudo e TODOS querem avançar.
    Se redimir do passado, buscar se conscientizarem, os fisiologistas do congresso, de que não adianta subir no trem bala para chegar no mesmo lugar, numa nova viagem de primeira classe, além de crime é ignorância.
    Saibam antes de tudo que 90 milhões de brasileiros acompanham avidamente o comportamento do congresso. Eu diria que hoje já somos os “dormentes” que sustentam os trilhos.
    O basta chegou. E não duvidem nadinha disto!
    Boa sorte e intenções.
    Ao Botafogo vá à merda!

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês