Ciro recua e diz manter candidatura ao Planalto: ‘Eu não desisti’

Ex-ministro chegou a suspender pré-campanha depois de parte da bancada do PDT apoiar PEC dos Precatórios
-Publicidade-
Ciro Gomes (PDT-CE) vai disputar novamente a Presidência da República em 2022
Ciro Gomes (PDT-CE) vai disputar novamente a Presidência da República em 2022 | Foto: Reprodução

Dias depois de anunciar a suspensão de sua pré-candidatura à Presidência da República, o ex-ministro Ciro Gomes (PDT-CE) recuou e garantiu estar “mais fortalecido do que nunca” para disputar novamente o Palácio do Planalto.

Na semana passada, o pedetista suspendeu a pré-campanha em represália ao apoio de parte de bancada de deputados do seu partido à Proposta de Emenda à Constituição (PEC) dos Precatórios. Nesta semana, o PDT mudou de posição e orientou voto contrário ao texto do governo aprovado pela Câmara em segundo turno. Ciro, então, decidiu retomar a candidatura.

“Eu não desisti da minha pré-candidatura. Eu a suspendi como ato de luta, porque não posso dar um passo forte na direção de combater o inimigo se meus companheiros não entendem a gravidade da nossa missão”, disse Ciro em entrevista à CNN Brasil. “Felizmente, eles todos deram um generoso gesto, e eu estou mais fortalecido do que nunca.”

-Publicidade-

Bem atrás do presidente Jair Bolsonaro e do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) nas pesquisas de intenção de voto, Ciro minimiza os resultados das sondagens e diz confiar em seu crescimento no ano eleitoral. “A vida não é retrato, é filme. Se você olhar há quatro, cinco meses, quem estava nos primeiros lugares era Luciano Huck. O Sergio Moro entra, sai… Nós precisamos ter muita paciência e entender, pedir a Deus que ilumine nossa palavra, porque o Brasil está vivendo a pior crise do ponto de vista social e econômico”, afirmou.

Segundo Ciro, “a crise pela qual o Brasil está passando não nasceu com Bolsonaro”, mas ainda nos governos do PT. “Bolsonaro está agravando profundamente. Mas essa crise nasceu pela mistura explosiva de corrupção generalizada com a maior crise econômica da história brasileira produzida pelo Lula e pelo PT. Bolsonaro é um produto disso, um produto equivocado, mas fruto do ódio e da frustração do nosso povo.”

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

18 comentários Ver comentários

  1. Ciro já “morreu” e não sabe !!
    Queria ver se não houvesse o famigerado “fundo eleitoral” se haveriam tantos partidos e tantos candidatos !!

  2. Cangaceiro IMBOSSAL. Truculento, falso, mentiroso. Perguntem às professoras de Sobral-CE.
    Será o candidato do Lula, que já estará preso novamente.

  3. Ciro Gomes. É aquele tipo de criatura que como politico, é um ótimo ator de filmes de terror estilo “Jack” o estripador. Quando a gente pensa que ele sumiu e acabou seus assassinatos verbais, ele volta para criar pavor naqueles que temem de um dia nosso pais ser comandado por um “psicopata”. Triste noticia para a politica e democracia brasileira. Nem palavra para ter “vergonha na cara” e nos livrar de sua “carga negativa” ele consegue manter.

  4. Esse imbecil fanfarrão, perdeu uma ótima oportunidade de “saída honrosa”. Dentro em breve, como em vezes passadas, será devidamente defenestrado.

  5. Claro que não; essa não é a primeira vez em que ele anuncia “desistência” e depois volta atrás – lembram-se ainda da promessa que ele fez de sair do Brasil se Bolsonaro fosse eleito? A palavra desse jagunço coronelista nunca valeu nada.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.