Comissão de Fiscalização e Controle aprova convocação de Braga Netto

Ministro prestará esclarecimentos sobre compras com supostos indícios de superfaturamento pelas Forças Armadas
-Publicidade-
General Walter Braga Netto é o mais novo ministro da Defesa
General Walter Braga Netto é o mais novo ministro da Defesa | Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

A Comissão de Fiscalização e Controle da Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira, 31, a convocação do ministro da Defesa, general Walter Braga Netto, para prestar esclarecimentos sobre compras com supostos indícios de superfaturamento pelas Forças Armadas. O requerimento previa a convocação do ex-titular da pasta Fernando Azevedo e Silva, mas foi aprovado com o adendo de supressão do nome, uma vez que o general deixou o comando do Ministério da Defesa. Com a aprovação, o novo ministro terá até 30 dias para comparecer ao colegiado, após receber o ofício de convocação. Diferentemente da modalidade de convite, que pode ser recusada sem que, por isso, haja qualquer sanção, a convocação é obrigatória. Caso não compareça, Braga Netto poderá responder por crime de responsabilidade.

Leia também: “Mourão defende ‘princípio da antiguidade’ para escolha de novo comando das Forças Armadas”

Com informações da Agência Brasil

-Publicidade-
Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

7 comentários

  1. Nossa Câmara Federal não tem nada mais importante para fazer? Não há reformas politica, administrativa, tributaria para votar? Então se nada é mais importante que bisbilhotar nossas Forças Armadas então melhor será reduzirmos a metade as cadeiras dessa Casa Legislativa, ou seja de 513 para 256 inúteis deputados federais suas respectivas assessorias e funcionários servidores públicos. O Senado então, aquele que movido a Randolfes para fazer a CPI da COVID, logicamente contra Pazuello e Bolsonaro, para que precisa ter 3 senadores por Estado? Não basta 1 Randolfe?

    1. Concordo totalmente. Nós, o povo, deveríamos exigir a redução imediata do número de parlamentares no congresso e as respectivas diminuições nas casas legislativas estaduais e municipais, por meio de plebiscito ou qualquer outro meio possível. Não podemos mais permitir que essa corja legisle em causa própria. Precisamos exigir o que é nosso, quem paga essa conta somos nós. ACORDA BRASIL

    2. O Pacheco – presidente do Senado- já disse para a imprensa que neste ano o Parlamento só vota medidas para atenuar a crise COVID. Argumento apresentado: as medidas de impacto econômico precisam ser discutidas em sessões presenciais e o Congresso não quer frequentar o Congresso! E os 14 milhões de desempregados não tem direitos a serem defendidos pelos parlamentares?

    1. Essa corja tem que pedir explicações ao Nelson Fachin,Gilmar Mendes, e Carmem Lúcia por que tanto favorecimento ao Lula e sua facção criminosa.

  2. Se fosse o General não ia, só para deixar bem claro para esses FDP com quem eles estão lidando, que não é de vagabundos ladrões iguais a eles.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site