-Publicidade-

Como foi o desempenho de petistas na região metropolitana de São Paulo

Definitivamente, local deixa de ser um "cinturão vermelho"
Estrela cadente: o pior desempenho de um partido à deriva Foto: Divulgação
Estrela cadente: o pior desempenho de um partido à deriva Foto: Divulgação | pt - bandeira - região metropolitana de são paulo

Definitivamente, o local deixa de ser um “cinturão vermelho”

pt - bandeira - região metropolitana de são paulo
Foto: Divulgação

O Partido dos Trabalhadores surgiu a partir de movimentos sindicais, sobretudo de metalúrgicos, na região metropolitana de São Paulo. Por tempos, a legenda liderada por Lula e aliados teve força local, com histórico de conquista de inúmeras prefeituras. Nas eleições deste ano, no entanto, o PT foi mal, tornou-se nanico. Nenhum prefeito eleito no primeiro turno em toda a Grande SP. No segundo, apenas duas vitórias: Diadema e Mauá. Diante dessa situação, Oeste relaciona como foi o desempenho de petistas em cada um dos 39 municípios que formam a maior metrópole do Brasil.

Leia mais

“Lula ignora derrotas do PT: ‘fortalecimento da esquerda’”

A lista está organizada conforme a divisão oficial da região metropolitana de São Paulo: Capital, Sudeste, Leste, Norte, Oeste e Sudoeste. Os candidatos sem marcação foram derrotados no primeiro turno.

região metropolitana de são paulo - nanismo eleitoral do pt na grande sp
Mapa da Grande SP: região que transformou o PT em partido nanico | Foto: Divulgação/Emplasa

Confira

São Paulo — Capital

Jilmar Tatto — 8,65%

ABC PAULISTA / SUDESTE

  • Santo André

Professora Bete Siraque — 7,35%

  • São Bernardo do Campo

Luiz Marinho — 23,34%

  • São Caetano do Sul

João Moraes — 1,81%

  • Diadema

Filippi — 45,65% (primeiro turno); eleito com 51,35% no segundo

João Moraes - PT em São Caetano do Sul
João Moraes foi o candidato do PT à prefeitura de São Caetano do Sul | Foto: Reprodução/Instagram
  • Mauá

Marcelo Oliveira — 19,84% (primeiro turno); eleito com 50,74% no segundo

  • Ribeirão Pires

Professor Felipe Magalhães — 9,03%

  • Rio Grande da Serra

Ramon Velasquez — 2,00%

GUARULHOS E ALTO TIETÊ / LESTE

  • Guarulhos

Elói Pietá — 32,13% (primeiro turno); derrotado com 42,17% no segundo

  • Arujá

Renato Caroba — 8,71%

  • Biritiba Mirim

Professor Ezequias — 6,47%

  • Ferraz de Vasconcelos

PT não teve candidato próprio e apoiou Dra. Elaine, do PSB (não eleita, com 16,52%)

  • Guararema

PT não teve candidato próprio e não se coligou com ninguém

  • Itaquaquecetuba

Fabinho — 5,12%

elói pietá - pt de guarulhos
Eloi Pietá tentou voltar ao poder em Guarulhos, sem sucesso | Foto: Reprodução/Instagram
  • Mogi das Cruzes

Rodrigo Valverde — 17,38%

  • Poá

PT não teve candidato próprio e apoiou Naco, do Cidadania (não eleito, com 0,61%)

  • Salesópolis

PT não teve candidato próprio e apoiou Vanderlon, do PL (eleito, com 45,73%)

  • Santa Isabel

PT não teve candidato próprio e não se coligou com ninguém

  • Suzano

Derli Dourado — 3,38%

CANTAREIRA / NORTE

  • Caieiras

Professor Franco — 5,56%

  • Cajamar

Professora Dirce — 1,49%

professora dirce - pt em cajamar
Professora Dirce: PT muito mal em Cajamar | Foto: Divulgação
  • Francisco Morato

PT não teve candidato próprio e apoiou Renata Sene, do Republicanos (eleita, com 86,99%)

  • Franco da Rocha

PT não teve candidato próprio e apoiou Dr. Nivaldo, do PTB (eleito, com 56,80%)

  • Mairiporã

Dona Francisca — 2,15%

OESTE

  • Barueri

Baltasar Rosa — 2,39%

  • Carapicuíba

Sergio Ribeiro — 7,22%

  • Itapevi

PT não teve candidato próprio e apoiou Igor “Pompom” Soares, do Podemos (eleito, com 98,00%)

  • Jandira

Zezinho — 10,56%

  • Osasco

Emidio de Souza — 13,38%

emidio de souza - pt osasco
Ex-prefeito de Osasco e ex-presidente do PT de SP, Emidio de Souza foi um cacique petista derrotado em 2020 | Foto: Reprodução/Instagram
  • Pirapora do Bom Jesus

PT não teve candidato próprio e apoiou Dany Floresti, do PSD (eleito, com 47,01%)

  • Santana de Parnaíba

PT não teve candidato próprio e não se coligou com ninguém

SUDOESTE

  • Cotia

Zé do Boné — 1,11%

  • Embu das Artes

Rosângela Santos — 21,33%

  • Embu-Guaçu

Professor Reinaldo — 6,38%

zé do boné - pt na grande sp - cotia
Zé do Boné foi um dos petistas humilhados nas urnas em 2020 | Foto: Divulgação
  • Itapecerica da Serra

Professor Elias — 3,63%

  • Juquitiba

PT não teve candidato próprio e apoiou Marcos Rossi, do Psol (não eleito, com 2,10%)

  • São Lourenço da Serra

PT não teve candidato próprio e apoiou Dr. Júnior, do Republicanos (não eleito, com 21,21%)

  • Taboão da Serra

Professor Oderlan — 2,11%

  • Vargem Grande Paulista

PT não teve candidato próprio e não se coligou com ninguém

__________________

Conteúdo atualizado em 29/11/2020, às 21h58, para acréscimo de informações, com dados a respeito do desempenho do PT no segundo turno das eleições 2020. 

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

1 comentário

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês