CPI da Covid ouve subordinado de Luis Miranda no Ministério da Saúde

Servidor deve prestar depoimento sobre as negociações envolvendo a vacina indiana Covaxin
-Publicidade-

William Amorim Santana, técnico da divisão de importação do Ministério da Saúde (MS), presta depoimento nesta sexta-feira, 9, na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19. O servidor será interpelado pelos congressistas sobre as tratativas do governo para a aquisição da Covaxin, vacina indiana contra o coronavírus. Santana é subordinado de Luis Ricardo Miranda, chefe da divisão de importação do MS.

Leia também: “Circo Parlamentar de Inquérito”, reportagem publicada na Edição 61 da Revista Oeste

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

1 comentário Ver comentários

  1. A compra desta vacina foi concretizada? alguém se beneficiou e levou $$$, teve algum prejuízo ao Brasil? se não teve nada disto que palhaçada é esta, estão investigando as negociações kkkk que pode sim haver erro e contradições nos contratos até que seja devidamente auditados e corrigidos e se chegue ao definitivo, eu faço e refaço contratos com meus clientes constantemente as vezes eu erro em algum detalhamento que não foi combinado as vezes o cliente erra, normal isto, deveriam ter deixado então tudo se concretizar e ai sim denunciar ao final se houvesse alguma irregularidade ou fraude e este Luiz Miranda ai pesquisem um pouco o cara não tem credibilidade nenhuma, estão dando voz a seres estranhos nesta CPI Cirque de Solei Temporada Narrative.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.