Críticas ao STF tomam conta das redes sociais

Manifestação virtual ocorre em meio à votação sobre reeleição para as presidências do Senado Federal e da Câmara dos Deputados
-Publicidade-
O ministro Gilmar Mendes: a favor de reeleição para os comandos do Senado e da Câmara | Foto: Reprodução/Twitter
O ministro Gilmar Mendes: a favor de reeleição para os comandos do Senado e da Câmara | Foto: Reprodução/Twitter | gilmar mendes - stf - críticas nas redes sociais

Manifestação virtual ocorre em meio à votação sobre reeleição para as presidências do Senado Federal e da Câmara dos Deputados

gilmar mendes - stf - críticas nas redes sociais
O ministro Gilmar Mendes: a favor de reeleição para os comandos do Senado e da Câmara; com isso, STF é criticado nas redes sociais | Foto: Reprodução/Twitter

O Supremo Tribunal Federal (STF) se tornou alvo de protesto virtual nesta sexta-feira, 4. No início da noite, a Corte pauta duas hashtags que aparecem entre os assuntos mais comentados entre usuários do Twitter no Brasil. Além disso, há mensagens divulgadas em outras redes sociais, como Facebook e Instagram.

-Publicidade-

Leia mais: “STF quer mandar até no perfil de Bolsonaro no Twitter”

No Twitter, #STFOrganizacaoCriminosa surge como o assunto mais popular de momento. A marcação #STFVergonhaNacional também figura no top 10, precisamente na terceira colocação. Colunista da Revista Oeste, Ana Paula Henkel foi uma das personalidades a se manifestarem contra o Supremo por meio da plataforma de microblogs.

Segundo o Instagram, a plataforma conta com mais de 360 mil postagens com a hashtag #STFVergonhaNacional. No Facebook, a mesma marcação aparece em 105 mil mensagens.

As críticas ocorrem no dia em que ministros do STF começaram a julgar — por meio de plenário virtual — ação a respeito da possibilidade de reeleição dos presidentes do Senado Federal e da Câmara dos Deputados. Conforme Oeste registrou mais cedo, Gilmar Mendes e Dias Toffoli pavimentaram essa liberação, apesar de a Constituição proibir reeleições às mesas diretoras das duas Casas legislativas.

Placar da votação

Quatro dos ministros do STF se colocaram favoráveis à possibilidade de reeleição nas presidências da Câmara e do Senado, cargos atualmente ocupados por Rodrigo Maia (DEM-RJ) e Davi Alcolumbre (DEM-RJ), respectivamente. Nessa condição estão Gilmar Mendes, Dias Toffoli, Alexandre de Moraes e Ricardo Lewandowski.

Nunes Marques votou favorável à reeleição uma única vez. Decisão que na prática proíbe a continuidade de Maia à frente da Câmara, mas libera futura candidatura de Alcolumbre no Senado. O decano do STF, Marco Aurélio, foi o único a votar contra a possibilidade de qualquer reeleição às mesas diretoras.

Faltam votar: Cármen Lúcia, Edson Fachin, Luís Roberto Barroso, Rosa Weber e o presidente do STF, Luiz Fux.

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

9 comentários

  1. Sociedade brasileira é mesmo gado, aguentar de cabeça baixa todas essas violências contra o seu sistema jurídico, justamente vinda de quem deveria, incondicionalmente, defendê-la. Nós somos uma cambada de FDP, indo ao matadouro – adredemente preparado – na canga. Gente burra que somos, meudeusdocéu.

  2. Ou o povo brasileiro parte pra cima desses traidores da patria ou eles vao dar um golpe e ok ta acontecendo e sim um golpe a nossa constituiçao e ao nosso pais eles nao derubaram ainda esse governo por que eles sabem que pode sim haver uma revoluçao no pais e se isso acontecer nem as forças armadas vai conseguir segurar por isso eles tao todos os dia minando nossas leis

  3. O quarteto da podridão, do ESSETÊEFE, votou favorável à reeleição dos dois piores presidentes que o Senado e Câmara já tiveram. O que vale a Constituição para esses traidores da Pátria?

  4. Infelizmente ficamos só na crítica, quando na verdade já deveríamos ter feito o impeachment de vários membros dessa corte há tempos.

  5. E o ministro que o Bolsonaro indicou,l resolveu ficar no muro e rasgar só a metade da constituição para beneficiar o Batoré. Acho que ele não conseguiu chegar na página da constituição que VEDA a reeleição do Presidente do s deputados e dos SENADORES.
    Será que ele já começou a faturar também?
    STF respeitem a nossa constituição.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro