Daniel Silveira vai ao STF para poder dar entrevista ao Direto ao Ponto, da Jovem Pan

Pedido cita 'o inegável direito à liberdade de expressão, ainda em vigor como norma constitucional'
-Publicidade-
Deputado Daniel Silveira | Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados
Deputado Daniel Silveira | Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados

A defesa do deputado Daniel Silveira (PSL-RJ) pediu autorização nesta quarta-feira, 17, ao ministro do Supremo Tribunal Federal Alexandre de Moraes para que o parlamentar possa dar entrevista ao programa Direto ao Ponto, da Jovem Pan, na próxima segunda-feira, 22 de novembro.

Em decisão publicada no último domingo, Moraes proibiu Silveira de conceder entrevistas sem autorização judicial, independentemente de onde sejam veiculadas. Na sexta-feira 15, o deputado falou ao programa Os Pingos nos Is, também da Jovem Pan.

-Publicidade-

Ao sustentar o pedido, Paulo César Rodrigues de Faria, advogado do parlamentar, cita “o inegável direito à liberdade de expressão, ainda em vigor como norma constitucional”, além da “vedação à censura prévia”.

A defesa ainda destaca que Daniel Silveira está “no pleno exercício de seu mandato” como deputado federal pelo Estado do Rio de Janeiro. O Direto ao Ponto é apresentado por Augusto Nunes, colunista de Oeste.

“Pede-se que o eminente relator informe na decisão autorizativa se a emissora poderá ou não transmitir a entrevista por seus canais em redes sociais, controlados exclusivamente pela TV Jovem Pan News. Em razão da proximidade do evento, requer urgente apreciação.”

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

12 comentários Ver comentários

  1. Tudo isso acontecendo porque o covarde bravateiro do Bolsonaro não reage. Pensei ter votado num homem, para presidente, mas vejo que votei num maricas, frouxo e cagalhão. Por isso que criaram o ditado: cão que ladra não morde! Vergonhoso tudo isso!

  2. A solução pra essas aberrações vem em 2022. Vamos limpar esses senado comprometido com os moderadores e depois limpar o STF.
    Daniel Silveira senador 2022….

  3. É esse o exemplo de que um presidente fraco e covarde atrapalha e mina a democracia. O exemplo já foi dado presidente Jair Bolsonaro. Não acho que o senhor seja fraco, mas se esperar demais para alguma providência democrática, pela constituição, não dará mais tempo. Tem gente já afirmando que estamos em um semi-presidencialismo com o STF como administrador. Tem no máximo 6 meses ainda para se decidir entre a coragem e a covardia. Todos sabem que para mostrar a verdadeira cara dos inimigos do estado tem que expô-los. E vários deles, inclusive militares já estão expostos como Santos Cruz. No STF então, se sabe que temos 6 traidores da pátria. Sabe-se que o “sistema” e o Senado está exposto, mas a mídia tenta encobrir fatos e disseminar fake news travestidas de verdades. Isso só tende a piorar. Se esperar muito para tomar medidas CONSTITUCIONAIS contra transviados a população será muito afetada e daí para uma ditadura é um passinho. O Brasil precisa que a constituição seja cumprida. Só um exemplinho é que a língua pátria é o português e nem isso o governo está conseguindo manter. O poder de fala de milhares de pessoas representadas por um deputado foi censurada e o congresso não está conseguindo derrubar essa censura. Um ministro só STF juntamente com o presidente do Senado mudaram em Portugal o regime brasileiro de presidencialista para outro que ninguém sabe qual, é aceito. O que está acontecendo? Só burro não percebe.

    1. E o pior de tudo é que ele não deu um pio sequer sobre isso que o Toffoli disse. O que não se pode admitir de alguém que assume um posto como esse, é covardia. O que ele quer, na verdade é se divertir, pilotando motos. E quanto ao deputado, ainda sofrerá uma série de humilhações, até quando, não se sabe. É revoltante tudo isso daí.

  4. Pedir autorização é livre mas achar que vai conseguir aí já é demais. O Moraes e Cia, viram um senado, covarde, rabo preso, de cócoras, rastejando, apequenado, humilhado, devendo favores, etc, diante de si e agora sabe que o céu é o limite, não existe mais freios aos togados somente uma atitude das forças armadas, seria divertido ver o Moraes num pau de arara, sonhar é livre.

  5. Um deputado que teve sua liberdade restringida num processo mezzo Kafka mezzo Orwell, vive numa realidade paralela e juridicamente indefinida.
    Se a Netflix não fosse tão globalista virava um seriado.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.