De saída, Damares indica secretária Cristiane Britto para o ministério

Nome já foi levado ao presidente Jair Bolsonaro, que deverá dar a palavra final nos próximos dias
-Publicidade-
Ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves | Foto: Douglas Gomes / Lid Republicanos
Ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves | Foto: Douglas Gomes / Lid Republicanos

A ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, anunciou ter indicado a secretária nacional de Política para as Mulheres, Cristiane Britto, para substituí-la no cargo.

O nome já foi levado ao presidente Jair Bolsonaro (PL), que deverá dar a palavra final nos próximos dias. Damares está de saída do governo porque deve concorrer nas eleições de outubro.

-Publicidade-

A declaração da ministra foi dada a jornalistas na segunda-feira 29, durante a cerimônia que marcou a filiação dela e do ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, ao Republicanos. Tarcísio é pré-candidato ao governo de São Paulo.

“Eu já fiz a minha indicação, e a minha indicação é a secretária nacional da Mulher, para a gente dar continuidade à pauta da mulher. O presidente gosta muito da secretária”, falou a ministra.

Na secretaria do ministério desde maio de 2019, Britto é advogada especialista em Direito eleitoral e também é filiada ao Republicanos.

Questionada sobre o cargo para o qual concorrerá nas eleições de outubro, Damares disse que o anúncio será feito na quinta-feira 31, em evento no Amapá.

“Eu não posso anunciar ainda porque eu prometi para o povo do Amapá que esse anúncio seria feito lá, declarou.

Damares falou que a sua decisão ainda não foi tomada, mas sinalizou interesse em disputar a eleição pelo Amapá. “Quem manda na decisão é o capitão e eu preciso que o capitão bata o martelo”, concluiu.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

4 comentários Ver comentários

  1. Pobre Amapá, sempre um repositório de políticos oportunistas. De território federal a estado, sem nunca ter sido. Vamos ver o que vai dar isso daí. Mais uma vez, lá vamos nós.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.