Defender a democracia destruindo a democracia

Ato contra a democracia, por ser contra a lei, é prender Roberto Jefferson – e manter vivo o inquérito ilegal do ministro Moraes e do STF
-Publicidade-
Foto: Carlos Moura/SCO/STF
Foto: Carlos Moura/SCO/STF

J.R. Guzzo

(Publicado no jornal O Estado de S.Paulo, em 15 de agosto de 2021)

O ex-deputado Roberto Jefferson, presidente do PTB e figura de maior destaque na direita brasileira de hoje, diz coisas horríveis do Supremo Tribunal Federal, dos seus ministros, do presidente do Senado, da “CPI da Covid”, dos governadores de Estado e de muita outra coisa grande que forma as “instituições brasileiras”. Quantas pessoas, no Brasil de hoje, pensam exatamente como ele a respeito de tudo o que tem dito? Ninguém fez a conta ainda, mas está na cara que é gente que não acaba mais – o que faz de Jefferson o homem mais incômodo do País para o STF e o sistema político que existe em torno de suas decisões.

-Publicidade-

Roberto Jefferson, sem dúvida, é um barril de pólvora à espera de um fósforo – mas ser incômodo, ou falar o diabo do Supremo, da CPI, etc. não é crime. Ou passou a ser? Para o ministro Alexandre de Moraes, do STF, e para o seu inquérito destinado a investigar “atos antidemocráticos”, é crime, sim – motivo pelo qual mandou prender o ex-deputado, que a partir de agora está na cadeia sem data para sair, e sem direito de defesa pleno, como aconteceu com outros indiciados pelo ministro. Por que não? Se até deputado em exercício do mandato foi preso nesse inquérito (o homem está com tornozeleira até hoje) e a Câmara aceitou sem dar um pio, um cidadão como Jefferson, que não tem imunidade nenhuma, não é o menor problema para o STF.

O inquérito do ministro Moraes, naturalmente, não considera que Roberto Jefferson, durante este tempo todo, está só falando – o que poderia levar a acusação para os delitos de calúnia, injúria ou difamação, os únicos que se pode cometer da boca para fora, e não permitem a prisão de ninguém. Embora a peça de acusação contenha páginas e páginas com uma maçaroca de declarações que Jefferson fez à imprensa nos últimos tempos, o que os acusadores querem é outra coisa. Eles querem demonstrar, isto sim, que o ex-deputado não apenas fala, mas faz. Faz o quê? Atos contra o STF, o Congresso e o estado de direito em geral – incluindo, por exemplo, discursos de incentivo para a população invadir o Supremo e tocar os ministros para fora de lá a tapa, mesma receita que tem para a “CPI da Covid” e outros componentes das “instituições”. Ao fazer isso, estaria agindo para acabar com a democracia no Brasil – e, aí, é proibido por lei.

Como aconteceu com outras prisões decretadas por este inquérito, não há sinal, quanto a Roberto Jefferson, de que ele esteja organizando, secretamente, um grupo armado para tomar o governo – como os bandos de “luta armada” que existiam antigamente. Não se provou a ocorrência de reuniões clandestinas, nem a distribuição de tarefas “revolucionárias”. Não se descobriu gente usando codinome. Não foram encontrados, até agora, depósitos de armas e munições. Não há indícios de operações financeiras ou movimentação de dinheiro para pagar as despesas que a derrubada da democracia exige. Há dinheiro, incentivo e ações para organizar movimentos de protesto contra STF, Congresso, etc. – mas nada disso está fora do direito de fazer manifestações de protesto em público.

Em suma: fala-se muito, e Jefferson é realmente um homem que fala com teores de TNT que ninguém mais tem, nem de longe, na política brasileira de hoje. Mas de atos efetivos contra a democracia, como esses descritos acima, nada. Onde está a conspiração? Onde estão, além dos discursos, entrevistas e postagens nas redes sociais, os atos efetivamente antidemocráticos? É o contrário. Ato contra a democracia, por ser contra a lei, é prender Roberto Jefferson – e manter vivo o inquérito ilegal do ministro Moraes e do STF. É defender a democracia destruindo a democracia.

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

24 comentários

  1. Quando setembro vier, parece até nome de filme antigo, deverá ser tarde demais. O Lex Luthor está indócil e acabei de ouvir uma notícia que o Sérgio Reis deverá ser preso nas próximas horas a mando de quem? É preciso dizer? Pois é. Dizem que é por causar perturbações à “democracia do STF”. Vai vendo… Sete de Setembro, um dia longe demais… Isso deverá ser antecipado, pois até lá, todos os organizadores estarão na cadeia. Infelizmente.

      1. Como sempre, J.R.Guzzo é cirúrgico ao analisar o momento triste que o país está vivendo. O STF está completamente desacreditado, pois é o primeiro a descumprir a constituição em diversas situações.

    1. Vai não, se mandar prender simplesmente pode estourar uma guerra civil agora mesmo, os caminhoneiros estão se organizando, já tem até prefeito ajudando, a coisa está sendo estruturada para ser a maior manifestação já feita neste país, PRECISA SER, do contrário não surtirá o efeito esperado e com os caminhoneiros ajudando a coisa é diferente.

  2. Farei 61 anos no mês de setembro próximo e digo que vivi os 21 anos do governo militar e nunca vi nada parecido com o que está acontecendo agora com as nossas liberdades. Olho para a face de Morais e só vejo uma psicopatia em seu semblante, com todo o respeito ministro, mas sua face me causa asco. Tempo terríveis ainda virão. Infelizmente.

  3. Agir contra a democracia é bem diferente de falar contra as instituições. Seu texto grande jornalista Jose Roberto Guzzo ,tá muito bem explicado.

    1. Pois é, aí eu pergunto? Por eu ser leigo no assunto, o Roberto Jeferson não teria que ser preso somente após o trânsito em julgado, ou condenado em 2° e 3° instâncias? Pois tem ladrão de dinheiro público solto por aí, que está atrás desta cortina de corrupção do STJ. E rasgar a constituição pode? Sem sofrer nenhuma punição. Há se fosso em um País sério, se fosse, mas não é!

  4. Também acho q 7/9 está muito longe. Falaram muito o q vao fazer e em detalhes, dando armas e tempo aos envolvidos. Uma pergunta que n quer calar ? Pq a PF continua cumprindo essas ordens absurdas do STF ? Para que foi nomeado pelo PR o diretor geral dessa entidade? O que ele está fazendo por lá ? Ordens inconstitucionais n deveriam ser cumpridas e fim de papo.

    1. Exatamente! Será que estão dando esses avisos para provocar a saída da Salamanta Careca da toca? Acho uma jogada muito “sui generis”, enfim, vamos ver se vai dar algum resultado auspicioso.

  5. Infelizmente é isso aí que temos. Se o Moraes fosse realmente um poderoso total e tentar ser igualitário, teria que prender mais ou menos 60 milhões de brasileiros que desejam que tudo aconteça contra ele (e outros), até que sua alma seja colocada no caldeirão aquele. É um problemão. Ele e outras criaturas dizem que o Bolsonaro é ditador. É muito engraçado acusar quem ganhou a eleição pelo voto juntamente com deputados federais e senadores e dizer que estamos numa ditadura… O Moraes nunca mais poderá sair na rua livremente ou assistir uma partida de futebol quando a pandemia acabar (missa ele não vai, só sessões secretas com a irmandade do mal). Sempre estará ouvindo vaias, protestos e terá que ter muitos seguranças e muitas algemas para prender muita gente que gritará algum palavrão… Como uma série de suspense da Netflix, vamos assistir a próxima série para ver se alguém no Congresso acorda e toma um chá de coragem e leva adiante o que a maioria da população está pensando e desejando, democraticamente e nos termos da CF.

  6. Além de todos esses abusos, ainda tem a questão da competência, pois o ex-deputado Roberto Jefferson não tem foro privilegiado, ou seja, a competência é de um juiz de primeira instância.

  7. Guzzo, essa gentalha (toodos os onze), que assassinou o direito positivo brasileiro, para fazer o que está fazendo – e isso desde a ação penal 470 (mensalão) – está longe de estar sozinha, há apoio também internacional muito forte (olhos puxadinhos inclusive?!). A coisa é tão evidente, que me permito até pensar que, através desse experimento social adredemente urdido, o que o “mecanismo” quer mesmo é a ruptura, para causar um guerra em âmbito mínimo de América Latina. “Vai vendo”… E quanto mais tardar a solução coesa do art. 142 da CP, maior vai tornar-se o monstro.

  8. Exatamente Guzzo, o desespero deles é evidente, não conseguiram e jamais conseguirão impor suas narrativas a quem tem um mínimo de capacidade cognitiva e integridade intelectual.
    É daí a origem de seus desatinos, cada vez mais a parcela da sociedade capaz entende o que significa esses cidadãos nefastos no governo e sente a necessidade de higienizar a coisa pública.
    E nessa limpeza, eles têm plena consciência que dançam!

  9. 7 de setembro, dia de libertação de: Sara Winter, Jef, Daniel, e etc. Chega de inconstitucionalidades.
    xandi moraes disse que censura prévia é coisa de ditador, tirano.
    Carmen Lúcia chegou a dizer que “cala boca já morreu”.
    Deu cegueira e surdez completa nos 11 togados entocados em inconstitucionalidades?
    Maçã podre naquela caixa (stf) não apodrece as demais?

  10. “Defender a democracia destruindo a democracia”. Parece uma contradição mas não é, quando se sabe que estão citados dois conceitos distintos de democracia. Sabe-se que a esquerda se apropriou de palavras que expressam conceitos bem definidos, para ocultar conceitos indigestos de sua ideologia. Há quem relacione isso à “novilíngua” do “1984” de Orwell. No caso, a “democracia” que a esquerda defende é aquilo que Lula vê, por exemplo, na Venezuela, na Nicarágua e até na China. E a democracia a ser destruída, que tem conceito tradicional, é o obstáculo para aquela que é defendida. Para as mentes menos preparadas ou menos atentas, a confusão facilita a enganação. Resumindo, é “linguística aplicada”… ao Golpe do Vigário Socialista.

  11. Cadê o Senado? Ajudei a eleger senadores de São Paulo que só me decepcionam. O único que aparecia na mídia, dando para saber as posições após eleito, era o Major Olímpio. Agora, os atuais e o ex José Serra……..
    Comento isto, porque é o senado que deveria dar andamento a análise dos pedidos de impeachment dos advogados do stf (juízes?). Quando os senadores irão pressionar o presidente do senado para dar andamento (rabo preso?).

  12. VAMOS TODOS MOBILIZAR PESSOAL, TODOS, essa movimentação é para ser a maior da história, temos que parar o país até esse congresso aprovar o que queremos, nesse momento o comunismo está sendo instalado no país através desse “stf” SUJO, VENDIDO E CORRUPTO trabalhando para os globalistas, é o nosso país que está sendo entregue sem o nosso consentimento, ou lutamos agora COM TODAS AS NOSSAS FORÇAS ou depois será tarde demais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro