-Publicidade-

Defesa de Lula pede que STF mantenha decisão de Fachin

Advogados do petista solicitam rejeição do recurso da Procuradoria-Geral da República
Lula está elegível graças à decisão do ministro Luiz Edson Fachin
Lula está elegível graças à decisão do ministro Luiz Edson Fachin | Foto: Danilo M. Yoshioka/Futura Press/Estadão Conteúdo

A defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva defendeu nesta segunda-feira, 22, a rejeição do recurso da Procuradoria-Geral da República (PGR) contra a decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luiz Edson Fachin que anulou as condenações do petista na Lava Jato no Paraná. Os advogados do ex-presidente apresentaram à Corte, por determinação de Fachin, argumentos contra o pedido do Ministério Público, apresentado no último dia 12, para manter os casos em tramitação e sob a análise da Justiça Federal no Paraná. No documento, os advogados afirmam que há questões processuais que impedem a admissão do recurso — entre elas, a de que a PGR não tem legitimidade para apresentar o pedido. No mérito, a defesa reafirma o argumento de que não cabe à Justiça Federal do Paraná analisar os processos contra o ex-presidente e que esse tema vem sendo questionado desde 2016. Foi sob esse argumento que o ministro anulou as condenações de Lula. Agora, o próximo passo é o tema ser analisado em plenário — Fachin já liberou a matéria para o julgamento, que ainda não tem data para ocorrer. As informações são do G1.

Leia também: “A inocência do ladrão”, artigo de Guilherme Fiuza publicado na Edição 51 da Revista Oeste

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias.
Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

3 comentários

  1. Prensam-se os advogados partidários. Prendam-se os ministros partidários. Preda-se então o ladrão mor, o condenado por nove Doutos taxados de ignorantes por fachin”.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.