‘Democracia Corintiana’ enaltecida por Casagrande seria mesmo democrática?

Em livro, jornalistas defendem a ideia de que o movimento não fazia jus ao apelido
-Publicidade-
O ex-jogador e atual comentarista Walter Casagrande Júnior | Foto: REPRODUÇÃO/YOUTUBE
O ex-jogador e atual comentarista Walter Casagrande Júnior | Foto: REPRODUÇÃO/YOUTUBE | walter casagrande - democracia corintiana - ditadura

Em livro, jornalistas defendem a ideia de que o movimento não fazia jus ao apelido dado pelo publicitário Washington Olivetto

walter casagrande - democracia corintiana - ditadura
O ex-jogador e atual comentarista Walter Casagrande Júnior | Foto: REPRODUÇÃO/YOUTUBE
-Publicidade-

Comentarista esportivo da Rede Globo de Televisão, Walter Casagrande Júnior evocou a chamada “Democracia Corintiana” para repudiar a ação realizada pelo ex-jogador Marcelinho Carioca na quarta-feira, 29. Revoltado, ele afirmou que nenhum atleta tem o direito de usar o nome do time para fazer política.

Leia mais: “A democracia foi expulsa das arquibancadas

Horas antes do vídeo estrelado por Casagrande, Marcelinho foi notícia. Isso porque o ex-meia foi a Brasília presentear o presidente Jair Bolsonaro, que é palmeirense, com uma camisa oficial do Corinthians. Ato que foi publicamente criticado pela direção do clube e pela banco BMG, patrocinador do time.

“Essa camisa aqui era da Democracia Corintiana”, disse Casagrande em vídeo divulgado nas redes sociais. Assim, ele citou a ação de jogadores do Corinthians que ficou famosa durante a década de 1980, momento em que o Brasil estava sob regime da ditadura militar. Atualmente contratado da rede Globo, ele fez parte do clube no período.

Democracia?

Apesar de se colocar como defensor dos valores democráticos, mas se opor a um ex-colega de profissão presentear o presidente da República, Casagrande se tornou alvo de críticas. Apresentador da rádio Top FM, o jornalista Weber Lima questionou se o comentarista esportivo respeita tanto assim a democracia. “Parece que só a opinião dele importa”, afirmou.

https://www.facebook.com/weber.lima.397/videos/10224126169080082/

Diferentemente de Lima, outro jornalista foi além de questionar. De acordo com Jones Rossi, a “Democracia Corintiana”, termo criado pelo publicitário Washington Olivetto, era uma falácia. Ao lado do também jornalista Leonardo Mendes Júnior, ele é autor do Guia Politicamente Incorreto da História do Futebol. Entre outras histórias, o livro defende a ideia de que o movimento se assemelhava mais ao que ocorre em uma ditadura.

“Seria lindo que ela fosse exatamente o que todo mundo acha que ela foi, e não uma ditadura comandada por poucos que expulsava quem ia contra o comando central”, disse Rossi em entrevista ao site El Hombre. O veículo de comunicação, aliás, pontua que a “Democracia Corintiana” foi, na verdade, a “Ditadura do Sócrates”, em menção ao ex-atacante que idolatrava o ditador cubano Fidel Castro.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias.
Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

7 comentários

  1. Não tinha ideia da cabeça complicado do Sócrates, a entrevista dele com a Marília Gabriela não deixa dúvida de seu estado mental absolutamente carcomido pela ideologia marxista.

  2. Gosto dos comentário do Casagrande sobre futebol. Lamento as bobagens que ele fala sobre política. Afinal, o que esperar de um esquerdista, não é mesmo?

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.