Revista Oeste - Eleições 2022

‘Democracia sempre’, escreve Simone Tebet se referindo à leitura de carta da USP

Evento registrou atos políticos pró-Lula
-Publicidade-
A senadora Simone Tebet, candidata à Presidência da República, no programa <i>Pânico</i> | Foto: Reprodução
A senadora Simone Tebet, candidata à Presidência da República, no programa Pânico | Foto: Reprodução

A senadora Simone Tebet (MDB-MS), candidata à Presidência da República, manifestou-se nesta quinta-feira, 11, em defesa da Carta pela Democracia nas redes sociais. Simone se referia à leitura do manifesto feito pela Universidade de São Paulo (USP). A carta foi lida hoje, durante um evento na Faculdade de Direito do Largo.

“Estado de Direito, sempre. No dia do estudante, no histórico 11 de agosto, a sociedade levanta sua voz em defesa da democracia”, redigiu a candidata que, anteriormente, havia assinado o documento. “Tenham certeza do meu compromisso. Minha candidatura representa exatamente isso: democracia sempre. Tolerância, paz e respeito.”

Além da senadora, outros candidatos à Presidência também assinaram o manifesto. É o caso de Lula (PT), Ciro Gomes (PDT) e Felipe d’Avila (Novo). Hoje, diversos participantes estão na USP para prestigiar a leitura da carta feita por ex-alunos da faculdade.

-Publicidade-

Além disso, outro documento organizado pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo também foi lido no evento. Mesmo sem mencionar o nome de Bolsonaro, ambos os textos são em resposta aos questionamentos feitos pelo chefe do Executivo acerca das urnas eletrônicas.

Evento ‘apartidário’ na USP

Divulgado como um evento apartidário, o ato de leitura da “Carta pela Democracia” na Faculdade de Direito da USP registrou atos políticos pró-Lula, hoje. O evento contou com a presença de sindicatos, coletivos de minorias, professores e membros do Prerrogativas.

A papelada defende as urnas eletrônicas, fala em “risco às instituições” e tece elogios aos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). O documento foi assinado por petistas, tucanos, banqueiros, juristas e integrantes da classe artística.

Em frente à universidade, militantes do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto gritavam palavras de ordem contra o governo federal. Carregando um mega fone, uma das lideranças disse que Bolsonaro é contra as “pessoas pobres”.

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.