Depois do caso Maurício Souza, internautas protestam no Instagram da Fiat

Milhares de pessoas disseram que não voltarão a consumir os produtos da empresa
-Publicidade-
Maurício Souza tornou-se alvo de militantes digitais
Maurício Souza tornou-se alvo de militantes digitais | Foto: Reprodução/Redes sociais

Milhares de brasileiros acessaram as redes sociais da Fiat nas últimas semanas para protestar contra a fabricante de veículos. A insatisfação ocorre em virtude da postura da empresa no caso envolvendo o jogador de vôlei Maurício Souza, que foi demitido do Minas Tênis Clube depois de emitir sua opinião sobre a nova série de quadrinhos do Super-Homem, na qual o herói é bissexual.

De acordo com o atleta, os representantes da Fiat e da Gerdau pressionaram os dirigentes de seu ex-time para que o demitissem. “A culpa é da turma da lacração, que fez pressão em cima dos patrocinadores”, afirmou em vídeo publicado no Instagram. “O Minas não tem culpa alguma. Os patrocinadores ameaçaram retirar o investimento nas equipes feminina e masculina, e a situação ficou insustentável. O clube fez o possível e o impossível para me segurar, mas o time não aguentaria tantas perdas de patrocínio.”

-Publicidade-

Em mensagens publicadas no Instagram da Fiat, alguns internautas escrevem que jamais voltarão a consumir os produtos da empresa. Outros afirmam defender incondicionalmente a liberdade de expressão, razão por que manifestam seu apoio a Maurício Souza.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

12 comentários Ver comentários

  1. Nós sabemos que a Fiat não tem gente burra trabalhando em seus quadros. Tem lgbt. E esses supercérebros estão, sempre, procurando maneiras de se empurrarem na sociedade. Querem ser aceitos, de qualquer maneira! E, claro, Só fazem merda. Muita merda.

  2. Duas empresas que nunca mais verão a cor do meu dinheiro! Que fiquem com os marginais metidos a esquerdopatas e toda a variedade de boiolagem!

  3. E agora o que farão com os militontos lacradores do marketing destas empresas!!
    que saíram direto dos laboratórios de alienação para o mercado de trabalho.

  4. As empresas quando são pressionadas (e são o tempo todo por todos os lados) tem que focar no custo e benefícios (afinal são empresas com fins lucrativos). Esse tipo de propaganda negativa que a Fiat criou contra a empresa por tomar uma posição poderia ser evitada se fosse melhor pensada.

  5. Vai ver que desses milhares de consumidores insatisfeitos com a condenável atitude desses dois patrocinadores, apenas uns poucos são consumidores de verdade, a maioria são adolescentes que não tem o que fazer.

  6. Perfeito. Todos tem direito de se manifestar de forma educada e sem ofensas como fez o jogador.
    A minha filha fez tatuagens no corpo, eu não gosto que faça entretanto eu amo ela da mesma forma e ela respeita a minha opinião tbm.
    Simples assim.

  7. Esse tal Sleep Giants é o lacrador oficial da esquerda. O POVO é o lacrador oficial da direita. Todos aqueles que possuírem veículos FIAT serão taxados de comunistas e todos aqueles que possuírem outras marcas serão taxados de democráticos. Vai ser assim. Kkkkkkkkk. Fiat, se cuide.

  8. Sou usuário de modelos FIAT.
    A medida é interessante como um todo, ou seja, na Stelantis, Jeep-Peugeot-Citröen.
    A turma da lacração não pode impor ideologia e ditar as regras no mundo.

  9. Eu considero muito justo os internautas protestarem contra a maldade cometida contra Mauricio Souza. Essa onda de lacração que está acontecendo desavergonhadamente no nosso país deve ser enfrentada com todos os meios disponíveis. Não consumir os carros da empresa patrocinadora, em represália, é um dos meios que pode sinalizar um alerta, pois a postura da empresa fabricante de veículos também conta para decidir sobre a compra dos seus produtos.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.