Deputada Flordelis acusa a filha de ter matado o pastor Anderson

Para o Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro, a parlamentar é a mandante do crime
-Publicidade-
A deputada responde a processo no Conselho de Ética da Câmara
A deputada responde a processo no Conselho de Ética da Câmara | Foto: Divulgação/Facebook

A deputada federal Flordelis (PSD-RJ) acusou a própria filha de matar o pastor Anderson, então marido da parlamentar, assassinado em junho de 2019. Segundo a congressista, Simone estava doente e era assediada pelo religioso. “Além de estar com câncer, ela carregava isso sozinha, em silêncio, esses assédios, esses estupros. Não estou defendendo-a, porque não concordo com o que fez. Eu discordo 100%. Não é matando que resolvemos os problemas”, declarou Flordelis, em entrevista à TV Globo — ela é uma das 11 acusadas pelo crime, mas nega envolvimento. Para o Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro, Flordelis é a mandante do assassinato. A parlamentar responde a um processo no Conselho de Ética da Câmara dos Deputados e pode perder o mandato por quebra de decoro.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.