Deputados contrariam lideranças em decisão sobre voto ‘impresso’

Das 24 bancadas partidárias na sessão, apenas cinco foram unânimes
-Publicidade-
Foto: Divulgação/Agência Brasil
Foto: Divulgação/Agência Brasil

No sufrágio que derrotou a proposta de “voto impresso”, quatro bancadas formaram maioria contra a orientação de sua própria liderança. Na terça-feira 10, DEM, MDB, PSD e PSDB orientaram a escolha pela não aprovação, mas a maior parte de seus parlamentares optou pelo sim. No PV, apesar da indicação para a reprovação feita pela direção, ocorreu o empate. A falta de consenso ficou registrada em 19 dos 24 partidos na sessão.

Leia também: “Aécio justifica ausência na votação da PEC do voto ‘impresso’ porque quer retomar tema pós-2022”

Apenas os deputados do PT, Psol, PSC e PCdoB colocaram toda sua votação contra a impressão das cédulas. O PSC foi unânime pela aprovação, apesar de não haver orientação da cúpula — outros cinco partidos (PTB, Pros, PP, Patriota e Novo) liberaram a decisão.

-Publicidade-

Leia mais: “Veja como votaram os deputados na sessão da PEC do voto ‘impresso’”

O PDT, que no passado chegou a patrocinar um livro sobre a insegurança da votação 100% eletrônica, orientou o não ontem. A sigla contou 6 votos favoráveis e 18 contrários ao voto ‘impresso’.

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

6 comentários

  1. Com 67 anos de idade, afilhado de JK, morador aquí do Vale do Jequitinhonha na querida Diamantina, jamais esperava que nos tempos atuais tivéssemos um staff governamental – POR NÓS ESCOLHIDO COM 80% DE APROVAÇÃO – tão estrategista como este.
    Impressionante como falsos gigantes vêm sendo derrotados paulatinamente!!!
    A ESPERANÇA COMEÇA A VIRAR REALIDADE.

  2. Vergonhosa a postura destes mequetrepes que se dizem representantes do povo kkkkk não os da esquerda que apostam mesmo na manutenção destas urnas fraudulentas pra tomarem de volta o poder o Butão e Bangladesh que o digam né, Agora a pergunta que fica é vamos aceitar mais isso? vamos nos tornar um País comunista em 2022? com tudo que tem direito pacote completo, vamos permitir que eles coloquem aquele bandido de novo na presidència com seus cumpanheiros, já imaginaram é serio isto.

  3. Ganhou mas não levou, uma espécie de “vitória de Pirro” não atingiu o quórum de 3/5 dos votos da Câmara. Caso encerrado e vida que segue.

  4. Plano C (o jogo nunca termina) – Com o avanço da tecnologia, nada impede uma participação maior dos cidadãos nos destinos do país. Após a derrota do voto auditável na Câmara, é apresentada a proposta de convocação dos eleitores para uma nova forma de participação, o TRIPLEBISCITO, que nada mais é que a decisão por um meio de único plebiscito sobre três grandes temas de interesse nacional no qual, de início, são apresentados três temas: aprovação das candidaturas avulsas; o voto impresso; e, a transformação do STF em corte exclusivamente constitucional. >> https://youtu.be/uC8IraYgCCA <<

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro