Doria usa vacina para aparecer no interior de São Paulo

Governador de São Paulo já gravou 60 vídeos de apoio a candidatos em cidades pequenas e médias do Estado
-Publicidade-

Governador de São Paulo já gravou 60 vídeos de apoio a candidatos em cidades pequenas e médias do Estado

João Doria
Governador de São Paulo, João Doria | Foto: Marcos Corrêa/PR
-Publicidade-

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), aposta na vacina contra o novo coronavírus produzida pelo laboratório chinês Sinovac em parceria com o Instituto Butantan para entrar na campanha de candidatos do interior do Estado.

A aparição nos programas eleitorais e o imunizante são parte da estratégia de Doria para se opor ao presidente Jair Bolsonaro numa prévia da disputa de 2022.

LEIA MAIS: Aras se manifesta contra compra da CoronaVac

Doria já gravou 60 vídeos de apoio a candidatos em cidades pequenas e médias do Estado. Na gravação, o governador apresenta um discurso padrão antes de pedir voto.

“Em breve, com a chegada da vacina do Butantan retomaremos a normalidade em todo Brasil e aqui no Estado de São Paulo. Um novo desafio vai se apresentar no ano que vem, quando enfrentaremos os desdobramentos da crise econômica”, diz o governador, no vídeo.

O material foi enviado a candidatos em cidades como Guarulhos, Santos, Lins, Campos do Jordão e Iguape, mas ficará fora de campanhas importantes como a de Duarte Nogueira, em Ribeirão Preto, e Orlando Morando, em São Bernardo do Campo.

“Não coloquei ninguém de fora de Ribeirão Preto. As discussões têm sido muito locais”, disse Nogueira.

Já a candidata do PSDB em Guarulhos, Fran Corrêa, pretende divulgar os vídeos de Doria para seu eleitorado.

“Vamos divulgar nas redes na reta final. Sempre deixei claro na campanha que sou parceira do governador. Não sinto rejeição a ele na cidade”, disse ela.

O responsável por aproximar Doria e os prefeitos do interior é o presidente do PSDB paulista e secretário de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi. Segundo ele, o governador recebeu cerca de 300 pedidos de gravação de apoio e enviou vídeos também para candidatos do partido em Porto Alegre, Rio Branco, Palmas, João Pessoa, Vitória, Porto Velho, Goiânia, Boa Vista e Caruaru.

“Nossa avaliação é que todos os passos do Bolsonaro são pensando nas eleições. João tem uma base forte organizada em São Paulo”, disse Vinholi.

Em outra frente, Doria também vai antecipar sua “pré-campanha” com empresários e eleitores de direita não alinhados ao Palácio do Planalto.

O tucano tem batido na tecla de que promoveu o “maior pacote de ajuste fiscal” já feito no Estado. Em votação na Assembleia Legislativa no último dia 14, foi aprovado por 48 votos a 37 o texto-base do plano elaborado por Doria. A proposta extingue estatais e fundações, reduz benefícios fiscais na cobrança de impostos e autoriza um plano de demissão voluntária que pode atingir cerca de 5 mil servidores estaduais.

A estimativa preliminar do governo é de que o pacote resulte em R$ 7 bilhões a mais para os cofres estaduais – na proposta original, a previsão era de R$ 8,8 bilhões de economia.

Protesto

A medida e a vacina do Butantan foram os dois temas centrais de um ato anti-Doria realizado na semana passada na Avenida Paulista liderado pelo deputado estadual Gil Diniz (PTB) e a deputada federal Bia Kicis (PSL).

Há praticamente 26 anos no controle do governo paulista, o PSDB chefia hoje 220 das 645 cidades do Estado. Deste total, 115 prefeitos tentarão a reeleição, segundo a legenda.

O PSDB ampliou sua base política em São Paulo em 2020 e atraiu 50 novos prefeitos até o limite do prazo de transferência partidária. A investida reforçou o projeto eleitoral de Doria. Em 2016, o PSDB havia contabilizado a filiação de 20 novos prefeitos.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

3 comentários

  1. Vamos vê se a população de São Paulo e outros municípios sofrem do mal de Alzheimer, vota em algum candidato alinhado com o João Dória só se tiver demência cerebral . A cultura inútil que hoje se estende em todo o mundo deve está transformando o ser humano em fantoches , só assim para acredita na vitória de alguém que esteja do lado do ditador João Dória.

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site