Durante fala de Girão, Witzel decide ir embora da CPI

Ex-governador teve a prerrogativa de deixar a comissão pois estava amparado em decisão do ministro Nunes Marques, do STF
-Publicidade-
Ex-governador do Rio de Janeiro Wilson Witzel | Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado
Ex-governador do Rio de Janeiro Wilson Witzel | Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

O ex-governador do Rio de Janeiro Wilson Witzel resolveu se retirar da CPI da Covid. A decisão ocorreu durante questionamentos que estavam sendo feitos pelo senador Eduardo Girão (Podemos-CE). Witzel teve a prerrogativa de deixar a comissão pois estava amparado em decisão do ministro Kassio Nunes Marques, do Supremo Tribunal Federal.

O ministro garantiu ao ex-governador a possibilidade de não comparecer ao depoimento e, caso comparecesse, ele poderia ficar em silêncio e não firmar compromisso de dizer a verdade. Quando Witzel pediu para sair da sessão, o depoimento já durava mais de quatro horas.

Leia mais: “Witzel elogia filho de Calheiros: ‘Renanzinho’”

-Publicidade-

— Esta frase não é minha; esta frase é uma frase que virou um mantra hoje no país com relação ao desvio em pandemia: desviar verba pública em época de pandemia não é apenas corrupção, é assassinato. E eu queria lhe perguntar sobre essa compra dos respiradores para o Rio de Janeiro — interpelou Girão.

Enquanto o senador falava, o presidente da CPI, Omar Aziz (PSD-AM), o interrompeu e disse: — Senador Girão, o depoente vai se retirar. — E continuou: — Ele acabou de me comunicar que quer se retirar da sessão. E a gente não pode fazer absolutamente nada.

— Agradeço a oportunidade, senhor presidente. Agradeço as perguntas. E tenho certeza de que muito temos a contribuir futuramente — disse Witzel.

O senador Jorginho Mello (PL-SC) ainda aproveitou para rebater: — Não contribuiu em nada.

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

11 comentários

  1. O horrível é que o tratamento nem é disfarçado – “olha, fui aí pra falar mal de fulano. Quando quiserem me pegar pra falar mal de beltrano eu vazo, ok?”

  2. Como um Senado Federal de um País pode se apequenar, desmoralizar-se com uma CPI tão circense como essa. É o fim da picada. Esse Senado Federal não é sério, é uma vergonha. Como brasileiro me sinto enojado.

  3. O que passa na cabeça de Senadores com Renan, Omar Aziz, Randolfe,o falso médico da Bahia, o Drácula, será que eles imaginam que alguém acredita neles. Produzir um espetáculo dantesco, abjeto, imoral vai ajudá-los em que. Quem vota nestas caricaturas nem sabe o que é CPI, estão fazendo esse espetáculo deprimente pra quem, pra rede Globo, Foia,Estadão, não percam tempo , ninguém com mais de dois neurônios acredita neles.

  4. O trio do Circo Parlamentar de Inquérito (Aziz, Randolph e Renan) representa bem o parlamento brasileiro. São pessoas da pior espécie que vi em minha vida. Culpado de tudo é quem vota nuns trastes desses.

  5. Enquanto as perguntas estavam sendo feitas pelos da sua laia, ele estava confortável defecando acusações contra o governo federal, na hora de ouvir verdades, o covarde enfia o rabo entre as pernas e corre. Parabéns senador girão 👏🏾👏🏾👏🏾👏🏾👏🏾👏🏾

  6. Que palhaçada! Aquele que verdadeiramente precisa se explicar à sociedade recebe as bênçãos do STF para permanecer calado e até se evadir.
    Essa CPI é mesmo um espetáculo circense!

  7. O pífio presidente do senado espera acontecer o que para dar um basta nessa indecorosa CPI, viciada e sem fundamento? É um esculacho com o país e com o dinheiro do povo. CPI nunca prestou pra muita coisa, mas essa, comandada por uma quadrilha de corruptos, é um desserviço imoral que arrasta o Senado Federal ao pior lugar de descrédito jamais visto.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site