22 senadores deixam o cargo em dezembro

Nove tentaram a reeleição e foram derrotados; 13 não disputaram o Senado
-Publicidade-
Alvaro Dias (Podemos) é um dos senadores que deixarão o cargo em dezembro
Alvaro Dias (Podemos) é um dos senadores que deixarão o cargo em dezembro | Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado

Nestas eleições, houve votação para um terço das 81 vagas no Senado Federal. Das 27 cadeiras, cinco continuarão a ser ocupadas por senadores que se reelegeram. Nove senadores cujos mandatos terminam em dezembro tentaram a reeleição, mas foram derrotados.

Os outros 13 senadores não disputaram o Senado: ou não tentaram outras vagas, como a Câmara Federal, o governo do Estado e a Presidência, como Simone Tebet, ou não concorreram a nenhum cargo eletivo, como Fernando Collor de Mello (PTB-AL) e Tasso Jereissati (PSDB-CE).

Veja a lista de senadores que deixam a Casa em dezembro:

-Publicidade-

Acre: Marilza Gomes (PP), não disputou a reeleição.

Alagoas: Fernando Collor (PTB), Collor concorreu ao governo alagoano, mas foi superado pelos seus adversários, Paulo Dantas (MDB) e Rodrigo Cunha (União), que agora disputam o segundo turno. Ele não terá mandato em 2023.

Ceará: Tasso Jereissati (PSDB) não se candidatou à reeleição e a nenhum outro cargo.

Distrito Federal: Antonio Reguffe (sem partido), eleito em 2014 com mais de 800 mil votos, não se candidatou à reeleição e, nestas eleições, abriu uma empresa de consultoria para campanhas políticas.

Espírito Santo: Rose de Freitas (MDB) fez 38% dos votos e não conseguiu a reeleição. Magno Malta (PL) conseguiu a vaga de senador, com 41,95% dos votos.

Goiás: Luiz do Carmo (PSC), que não disputou a reeleição e nenhum outro cargo.

Maranhão: Roberto Rocha (PTB) não conseguiu se reeleger. Ele ficou 35% dos votos, ante 62% de Flávio Dino (PSB).

Mato Grosso do Sul: Simone Tebet (MDB), que disputou a Presidência da República e terminou em terceiro lugar.

Minas Gerais: Alexandre Silveira (PSD) disputou a reeleição, mas acabou derrotado por Cleitinho (PSC), que fez 41% dos votos

Pará: Paulo Rocha (PT) não disputou a reeleição.

Paraíba: Nilda Gondim (MDB) não disputou a reeleição.

Paraná: Alvaro Dias (Podemos), que tem uma cadeira no Senado desde 1999, disputou a reeleição, mas perdeu a vaga para o ex-juiz Sergio Moro (União).

Pernambuco: Fernando Bezerra Coelho (MDB) não disputou a reeleição.

Piauí: Elmano Férrer (PP) não disputou a reeleição. Concorreu à Câmara Federal, mas não foi eleito.

Rio Grande do Norte: Jean Paul Prates (PT) não disputou a reeleição.

Rio Grande do Sul: Lasier Martins (Podemos) não disputou a reeleição para o Senado. Tentou uma vaga na Câmara Federal, mas não foi eleito.

Rondônia: Acir Gurgaz (PDT) tentou se manter no cargo, mas teve uma derrota acachapante: ficou em quinto lugar, com apenas 7% dos votos. A vaga será de Jaime Bagatolli (PL)

Roraima: Telmario Mota (Pros) disputou a reeleição, mas terminou a votação em terceiro lugar, com 7,67% dos votos. A cadeira será de Dr. Hiran (PP).

Santa Catarina: Dário Berger (PSB) disputou a reeleição, mas ficou em terceiro lugar, com 16% dos votos. A vaga ficou com Jorge Seif (PL), que fez 39% dos votos

São Paulo: José Serra (PSDB) não disputou a reeleição para o Senado. Concorreu à Câmara Federal, mas não foi eleito.

Sergipe: Maria do Carmo (PP), depois de 24 anos no Parlamento, não disputou a reeleição. O candidato de seu partido, Laércio, foi eleito para a vaga, com 28% dos votos.

Tocantins: Katia Abreu (PP) disputou a reeleição, mas perdeu a cadeira para Professora Dorinha (União).

Cinco senadores cujo primeiro mandato se encerra em dezembro foram reeleitos:

Amapá: Davi Alcolumbre (União)

Amazonas: Omar Aziz (PSD)

Bahia: Otto Alencar (PSD)

Mato Grosso: Wellington Fagundes (PL)

Rio de Janeiro: Romário (PL)

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

19 comentários Ver comentários

  1. Eu não consigo entender como podem reeleger Aziz e Alcolumbre. São verdadeiros coronéis em seus estados os quais só visitam a cada 4 anos. Mas que povo míope minha nossa. Em 2026 ainda teremos a gazela saltitante reeleita ! Aí é demais

  2. Para aqueles que não compareceram para votar nas eleições de ontem, pensem no que ocorreu na Venezuela, ainda no tempo do Chaves, quando a oposição ao Chaves resolveu não votar e boicotar as eleições de lá. O Chaves não só venceu as eleições de lá como impôs um congresso que mudou a constituição e subjulgou o povo, efeito que dura até hoje. Guardadas as devidas proporções, os que não votaram ontem pensem bem porque está nas suas mãos evitar que bandidos voltem para saquear o País.

  3. O povo do Norte e Nordeste do Brasil deveria se manifestar, indo às ruas, para protestar por estarem sendo responsabilizados pelo resultado de domingo. Assim saberíamos se o mar de verde-amarelo que vimos em suas cidades durante a campanha foi uma miragem

  4. ESTES ABAIXO CONTINUARÃO FODENDO A NAÇÃO:
    Amapá: Davi Alcolumbre (União)

    Amazonas: Omar Aziz (PSD)

    Bahia: Otto Alencar (PSD)

    Seria prêmio pela atuação na CPI do circo? não me matem de vergonha povo tupiniquim!!!

    1. Com certeza, estão sendo premiados por serem vassalos da imoralidade . E continuarão retribuindo estes favores aos seus senhores

  5. Salvo eventuais truques, é muito triste ver um pedófilo, ladrão, como Aziz, ser reeleito. Um incompetente, que mente até sobre o seu currículo, como oto alencar, dendê reeleito. Mas, da gosto de ver Cátia Abreu, Simone tebet, Álvaro Dias e outros, desocupando a moita da zona de conforto. Só fizeram bate boca e não resolveram nada.

  6. Omar como o Lula foi na fraude, omar subiu com milagre com 98% das urnas, FRAUDE FRAUDE e mais FRAUDE, nao adianta fica falando mal do povo do amazonas, essa praga do omar, nunca nem vi na rua, foi FRAUDE

    1. Parece que alguns tem a cadeira cativa!! mas o nosso PR tentou mudar isto né,
      porem alguém atravessou a rua e convenceu os caras a não votarem na impressão do voto para auditagem né, na cara dura mesmo.

  7. Série que reelegeram esses trapos? Não dá p acreditar que o brasileiro é tão estúpido… só fraude mesmo p explicar, não é possível tamanha burrice

  8. Surreal pensar que políticos da espécie de Aziz, Alcolumbre e Otto Alencar conseguiram se reeleger e ficarão mais oito anos trabalhando contra o Brasil.

  9. Vcs esquecem que se lugar ganhar o executivo …ele se unirá com o criminoso fraudador stf….com a gestapo PF… com o Conselho Nacional do MP, com o conselho Nacional de Justiça…. vão perseguir e enquadra TODO MUNDO…até o Congresso Nacional…
    ACORDEM!!

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.