Bolsonaro, sobre decisões de Moraes: ‘Julga conforme sua conveniência’

Em podcast do portal O Antagonista, o presidente elogiou o ministro Dias Toffoli
-Publicidade-
O presidente da República, Jair Bolsonaro (PL),cumprimenta o ministro do STF, Alexandre de Moraes, durante a cerimônia de posse de quatro novos ministros do Tribunal Superior do Trabalho (TST) | Foto: Agência Brasil
O presidente da República, Jair Bolsonaro (PL),cumprimenta o ministro do STF, Alexandre de Moraes, durante a cerimônia de posse de quatro novos ministros do Tribunal Superior do Trabalho (TST) | Foto: Agência Brasil

O ministro Alexandre de Moraes, presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), julga os processos conforme a sua conveniência. A declaração foi proferida pelo presidente Jair Bolsonaro (PL), candidato à reeleição, enquanto participava do podcast CD Talks, do portal O Antagonista.

“Moraes tem um perfil dele próprio, muito independente”, explicou o chefe do Executivo, nesta quarta-feira, 19. “Ele julga as coisas conforme a sua conveniência.”

O presidente citou as recentes decisões do magistrado que censuraram a produtora Brasil Paralelo, a TV Jovem Pan News e o jornal Gazeta do Povo. As determinações atenderam a um pedido da federação Brasil da Esperança, do candidato à Presidência Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

-Publicidade-

“Essa questão de censura, muito ligada ao Moraes, não concordo”, afirmou Bolsonaro. “Essas desmonetizações, derrubada de páginas, entre outras medidas. Vejo o artigo 220 da Constituição como algo sagrado, que não carece de regulamentação. Nenhuma lei pode colocar limites à liberdade de expressão.”

O artigo 220 da Constituição Federal garante “a manifestação do pensamento, a criação, a expressão e a informação, sob qualquer forma, processo ou veículo” que “não deve sofrer qualquer restrição“. Além disso, que “nenhuma lei conterá dispositivo que possa constituir embaraço à plena liberdade de informação jornalística em qualquer veículo de comunicação social”.

Nesta quarta-feira, a Jovem Pan informou que está sob censura. Segundo a emissora, o TSE proibiu a empresa de informar os brasileiros sobre os fatos que envolvem a condenação de Lula. Na terça-feira 18, o ministro Benedito Gonçalves, do TSE, determinou a suspensão da monetização de canais e veículos de informação como Brasil Paralelo, Foco do Brasil, Folha Política e Dr. News. A decisão estará em vigor até 31 de outubro, depois das eleições. Em 5 de outubro, o ministro Paulo de Tarso Sanseverino, do TSE, censurou o jornal paranaense Gazeta do Povo. O juiz determinou que o Twitter e o Facebook removessem 31 postagens que informam sobre o apoio de Lula ao ditador de esquerda da Nicarágua, Daniel Ortega.

Elogio a Dias Toffoli

Durante a entrevista, Bolsonaro teceu elogios ao ministro Dias Toffoli, indicado por Lula ao Supremo Tribunal Federal (STF). “É uma pessoa na dele”, observou. “Praticamente tudo que o governo precisou dele, ele atendeu.”

Em seguida, o jornalista e apresentador Claudio Dantas citou uma entrevista de Toffoli à revista Veja, em agosto de 2019. Na época, o então presidente do STF afirmou que, em abril daquele ano, teve de agir rapidamente para impedir uma “crise institucional” no governo Bolsonaro.

“Atravessei muitos problemas graves no início do meu mandato”, explicou o presidente. “Sempre vi o Dias Toffoli como uma pessoa que deseja paz, e não problemas. Ele age do lado certo. Existia essa fumaça, em que outros atores entraram em campo para pacificar esse problema.”

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

18 comentários Ver comentários

  1. Perguntamos aos candidatos ao governo de São Paulo como acabar com a Cracolândia, reduto de viciados no centro da capital paulista. Veja o que eles responderam:

    *Fernando Haddad (PT):* Essa população de viciados não pode ficar na rua, vamos alugar apartamentos para eles morarem no centro de São Paulo e lhes dar algum dinheiro para comprarem comida.

    *Tarcísio de Freitas (Republicanos):* É necessario promover o acolhimento para reinserção social, com desintoxicação, capacitação, geração de trabalho e renda. Melhorar as condições das comunidades terapêuticas, com proximidade à natureza. Criar “portas de saída” como programas de inserção de pessoas em situação de rua, ex-dependentes e egressos do sistema prisional no mercado de trabalho formal, principalmente em empresas parceiras e em obras contratadas e/ou concedidas pelo Estado.

    https://revistaoeste.com/politica/eleicoes-2022/cracolandia-o-que-dizem-os-programas-dos-candidatos-ao-governo-de-sp/

  2. SE SOLTARAM O LADRÃO DE NOVE DEDOS FOI PARA ELEGE-LO NÃO TERIA MOTIVO PARA LIBERTA-LO E O STF PASSAR ESSA VERGONHA,TUDO BEM ARTICULADO PELO AGENTE DANIEL,DESCULPA O NOME ESTÁ ERRADO O CORRETO É DIRCEU, ISSO SEMPRE FOI CLARO E PARA QUE SE CUMPRA ESSA MISSÃO NENHUMA BARREIRA SERÁ OBSTÁCULO NEM MESMO CONSTITUIÇÃO DO PAÍS QUE NÃO É MAIS PRESIDENCIALISTA E SIM SEMIPRESIDENCIALISTA E O PODER MODERADOR NÃO SÃO MAIS AS FORÇAS ARMADAS E SIM O STF.

    LULA LADRÃO TEU LUGAR É NA PRISÃO VAGABUNDO CORRUPTO SAFADO LAAADDDRRRAAAOOO!

  3. OU SEJA: falar verdade é inconstitucional. UMA FRAUDE CHAMADA CARNIÇA LULA é mais relevante que uma Nação sair da escuridão. Moraes È UMA VERGONHA MUNDIAL!

  4. A justiça não pode ser diminuída em detrimento do executivo, isso é coisa de autoritarismo! Os três poderes da União são igualmente importantes e deve-se manter sua independência. Parem de tentar acabar com essa harmonia para justificar sua derrota ou tentativa de golpe!

    1. Você é um encantado pelo maior encantador de burros, se comer mortadela Ceratti, vai perceber que até no fornecimento de mortadela o.pt te enganou.

  5. Porque em uma sociedade, temos um poder decisório único. Não deve ser assim!!!
    Qualquer organização deve prezar pelo bom senso e deliberar de acordo com o que chamamos de bem comum.

  6. Um país sem homens de honra

    Quando nasci, em 1967, o Brasil e o mundo estava vivendo momentos de transformação.

    Em 1964, os comunistas tentavam infiltrar-se em nossas instituições políticas e em nossas universidades para implantar o marxismo no Brasil.

    Naquela oportunidade e naquele tempo havia homens de honra em nossas forças armadas que impediram que nosso povo fosse escravizado por um regime onde o Estado é D’us e a população carrega o mesmo nos ombros, como os hebreus carregavam as pedras para construir as pirâmides do Egito.

    Homens como Castelo Branco, Garrastazu Médici, Ernesto Geisel e João Batista Figueiredo nós defenderam dessa corja de assassinos que assaltavam bancos e atacavam quartéis impondo o terror na população.

    Em 1967, Israel lutou sozinho para defender seu país contra a Liga Árabe, provando para o mundo que quando em uma pátria há homens de honra, decididos a dar sua vida, ninguém pode vencê-los.

    Davi Ben-Gurion, Levi Eshkol e Golda Meyer, homens e mulheres de coragem, lutaram por sua pátria sem medo da morte.

    A partir de 1986, com o advento das Diretas Já acabaram os homens de coragem, ética e moral em nossas instituições, principalmente militares e judiciais, deixando que o país fosse dominado por políticos de esquerda que junto a uma emissora de televisão forjaram a morte de um presidente recém-eleito (Tancredo Neves) enganando toda uma nação.

    Depois tivemos o coronel José Sarney, o marajá Fernando Collor de Mello (impinchado), sucessido por Itamar Franco.

    O comunismo começou a se infiltrar em nossas instituições com a eleição de Fernando Henrique Cardoso, seguido por Luiz Inácio Lula da Silva, Dilma Roussef e Michel Temer.

    Estes últimos equiparam nossas universidades, senado, câmara dos deputados, STF, sindicatos e uniões estudantis com a pior espécie de pessoas que uma sociedade pode suportar.

    Nesse tempo sugiram facções criminosas como o Comando Vermelho, PCC, MST, MTST todas ligadas a políticos envolvidos em corrupção e com sindicatos a serviço dos partidos comunistas.

    O último homem que teve a honra, a ética e a dignidade de assumir seus atos foi Luiz Antônio Fleury Filho, que deu a ordem para a invasão do presídio do Carandiru, onde a polícia paulista fez a faxina que toda a população aprovou.

    Homem de honra, homem de coragem. Que não se dobrou a facções criminosas e honrou o cargo para que foi eleito

    Infelizmente, hoje, no Brasil, faltam homens como esse em nosso Governo, em nossas Forças Armadas, em nossas instituições industriais, comerciais, Rotarys, Lions Club, Lojas Maçônicas etc se dobraram como covardes a um bandido que roubou o país no maior escândalo de corrupção do mundo, chamada Lula e a um ministro que foi advogado do PCC. Uma vergonha.

    Parabéns aos covardes.

  7. Já que a censura chegou, faremos umas mudanças.

    Ex-presidiário = ex-detento
    Descondenado = desapenado
    Bandido = Cliente da Habitual da Polícia
    Chefe de orcrim = chefe de de agremiação delituosa
    Mentiroso = Pinoquio

  8. Que se danem os Antas, traíras. Quando eu finalmente decidi largar essa cachaça estragada, cujo primeiro trago eu lançava mão ainda na cama, ao acordar, deu delirium tremens severa, depressão. Foi na campanha de 2018, qdo o Capita despontou, ameaçando a trama tucana da Lava-Jato, redentora, esta, da qual, descobriu-se depois, eram os porta-vozes privilegiados. Doeu, mas libertou, como sempre liberta, quando nos caem as escamas dos olhos. Pra nunca mais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.