Ciro Gomes perde no próprio curral eleitoral

Sobral, no Ceará, é governada por Ivo Gomes, irmão do político
-Publicidade-
Ciro Gomes concorreu à Presidência pelo PDT
Ciro Gomes concorreu à Presidência pelo PDT | Foto: José Cruz/Agência Brasil

Ciro Gomes (PDT) não conseguiu ficar em primeiro colocado na disputa à Presidência em Sobral (CE) neste ano. A cidade é conhecida como curral eleitoral da família dele: os Ferreira Gomes.

Nas eleições de 2022, Ciro Gomes conseguiu cerca de 18% dos votos de Sobral, ficando em terceiro lugar. À frente dele, Jair Bolsonaro (PL), com 22% da votação, e Luiz Inácio Lula da Silva (PT), 55%.

Na disputa anterior à Presidência da República, Ciro havia conquistado 60% dos votos, ou seja, maioria absoluta, deixando o candidato do clã Ferreira Gomes em primeiro lugar na votação da cidade.

-Publicidade-

Atualmente, o município é governado por Ivo Gomes, irmão do político. Antes dele, outro irmão da dupla governou Sobral: o senador Cid Gomes (PDT) — que em 2020 tentou usar uma retroescavadeira para forçar a entrada em um batalhão da polícia militar na cidade.

José Euclides Ferreira Gomes Júnior, pai do trio, governou a cidade entre 1977 e 1982. De acordo com o jornal Folha de S.Paulo, o clã Ferreira Gomes foi o primeiro a controlar a prefeitura local. A história da família na prefeitura da cidade, entretanto, começa quase cem anos antes disso, no fim do século 19.

“Os Ferreira Gomes estiveram no poder logo na origem do município”, de acordo com o Jornal Folha de S.Paulo. “Os dois primeiros prefeitos foram antepassados de Ciro e Cid: em 1890, Vicente César Ferreira Gomes, e em 1892, José Ferreira Gomes.”

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.