Eleitos fazem escala para acompanhar Bolsonaro no Nordeste

Meta é reforçar a busca de votos nas regiões onde o presidente enfrenta maior resistência com o eleitorado
-Publicidade-
Deputados eleitos, entre eles Marco Feliciano (PL-SP), no avião presidencial com Bolsonaro
Deputados eleitos, entre eles Marco Feliciano (PL-SP), no avião presidencial com Bolsonaro

Parlamentares eleitos estão fazendo uma escala para acompanhar o presidente da República e candidato à reeleição, Jair Bolsonaro (PL), nas incursões pelo país em busca de voto, especialmente no Nordeste.

A meta, de acordo com os deputados e senadores eleitos, é reforçar a busca de votos nas regiões onde o presidente enfrenta maior resistência com o eleitorado. Nesta semana, Bolsonaro esteve no Recife, Estado escolhido para inaugurar a campanha pelo Nordeste neste segundo turno.

No voo presidencial, acompanharam o presidente o deputado federal Marco Feliciano (PL-SP) e Pastor Eurico (PL-SP). Ambos são pastores de igrejas evangélicas e líderes da bancada evangélica na Câmara.

-Publicidade-

No Recife, Bolsonaro discursou em um ato eleitoral que aconteceu na Avenida Boa Viagem, na zona sul da capital pernambucana. Em cima de um trio elétrico, o presidente e candidato à reeleição disse que o ministro da Economia, Paulo Guedes, irá realizar a desoneração da folha de pagamentos da saúde para viabilizar o piso salarial da enfermagem. A medida foi suspensa por uma decisão do Supremo Tribunal Federal (STF).

‘Nossa missão nestas viagens é destruir as narrativas mentirosas plantadas diariamente pelo PT junto à população nordestina”, disse Feliciano a Oeste, que completou: “Nosso foco é o Nordeste, mas estamos em várias equipes por todo o país”, disse.

O apoio dos eleitos não se restringe apenas aos parlamentares. Governadores eleitos que declaram voto a Bolsonaro também intensificaram a agenda. Hoje, Bolsonaro vai se reunir com o governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), e cerca de 600 prefeitos em Belo Horizonte. Organizado pela Associação Mineira de Municípios, o evento será às 14 horas. O evento foi articulado diretamente por Zema.

Para Bolsonaro, o objetivo é recuperar o terreno perdido para a esquerda no Estado e buscar uma virada de votos. O presidente deve ressaltar ações do governo em Minas, como a concessão de rodovias, a continuidade da duplicação da BR–381 e BR–050, a ampliação do metrô de Belo Horizonte, além da expansão da malha ferroviária e da revitalização dos aeroportos de Uberlândia, Ipatinga e Montes Claros.

Apesar de ter ficado atrás de Lula, Bolsonaro venceu em grandes cidades, como Belo Horizonte, Uberlândia, Contagem, Uberaba, Governador Valadares e Ipatinga. Já Lula conseguiu avançar em outros grandes centros, como Juiz de Fora (principal recuperação do PT em relação a 2018), Ribeirão das Neves, Betim, Montes Claros e Santa Luzia.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

9 comentários Ver comentários

  1. O Presidente é muito bem recebido em todas as regiões. Por que no Nordeste praticamente não venceu em quase nenhum município? É uma resposta que vale a pena ser buscada. Conversar com os candidatos que disputaram as eleições nos Estados da Região. O Anderson ,em Pernambuco , quase foi ao 2º turno. O Gilson para o Senado foi muito bem também . Na Bahia, tinham dois candidatos com forte estrutura. Mas deve-se conversar com o deputado João Roma e com a Dra Raissa,

  2. Oi oi orçamento secreto de Bolsonaro, é desconhecimento dos fatos em conciliar orçamento secreto com o presidente, muito pelo contrário ele vetou o mesmo, vê lá quem tá desviando eu já vi o PT partido fuleiro de ladrões, quer saber da vergonha maior dos ladrões entre lá, a ignorância de pais migra para filhos se cuide !

  3. Polícia Federal realiza as primeiras prisões do Orçamento Secreto de Bolsonaro
    A operação Quebra Ossos desviou 69 milhões de reais para o município de 12 mil habitantes do Maranhão.

  4. A minha pergunta é o eleitor vai até uma urna votar em candidatos apoiadores de Bolsonaro na caso de Minas gerais, Zema governador, Cleitinho senador e o deputado federal Nikolas . E não vota em Bolsonaro estão achando que somos burros ou idiotas ou estão brincando com a nossa cara?

  5. Enquanto isso, na surdina, o PT está despejando milhões para compra de votos principalmente no Nordeste. No primeiro turno foi um escândalo, mas o Xandão não tá nem aí…

  6. O Presidente precisa colocar em dúvida aos mineiros, se eles querem um presidente que saiu da cadeia por roubos e desvio de dinheiro público ou um Presidente que está fazendo com que todas as estatais sejam lucrativas e que foram salvas dos desmandos do ex-presidiário….(?!)

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.