Em sessão virtual, TSE deve julgar direitos de resposta de Lula

Decisão é do ministro Alexandre de Moraes, presidente da Corte Eleitoral
-Publicidade-
TSE terá 24 horas para decidir se mantém ou derruba a decisão da ministra Maria Claudia Bucchianeri
TSE terá 24 horas para decidir se mantém ou derruba a decisão da ministra Maria Claudia Bucchianeri | Foto: Ricardo Stuckert

No sábado 22, o plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) vai julgar os direitos de resposta de Lula (PL), candidato à Presidência, na campanha do presidente e candidato à reeleição Jair Bolsonaro (PL). A decisão é do ministro Alexandre de Moraes, presidente da Corte Eleitoral.

A votação começa a partir da meia-noite de amanhã. O TSE terá 24 horas para decidir se mantém ou derruba a decisão da ministra Maria Claudia Bucchianeri. Na quarta-feira 19, a magistrada concedeu o direito de resposta do petista em 164 inserções do presidente (rádio e TV).

-Publicidade-

No entanto, na quinta-feira 20, Maria Claudia recuou e suspendeu a liminar dela mesma, retirando o direito de resposta de Lula na campanha de Bolsonaro. Em seguida, a campanha petista acionou o TSE solicitando que a Corte suspendesse os direitos de resposta do chefe do Executivo, que são 14 de inserções.

Trégua nas campanhas

Conforme noticiou Oestecom exclusividade, o presidente do TSE, Alexandre de Moraes, convocou, na quinta-feira 20, uma reunião com os advogados das campanhas de Bolsonaro e Lula.

De acordo com pessoas ligadas ao ministro, ele propôs às campanhas um acordo. Os advogados dos candidatos deveriam se comprometer com a realização de uma campanha com menos ataques nos últimos dias que antecedem o segundo turno da eleição. Segundo Moraes, é preciso trazer “mais civilidade” para a campanha eleitoral.

“No segundo turno houve uma proliferação de notícias fraudulentas e da agressividade dessas notícias e do discurso de ódio que, sabemos todos, não leva à nada”, afirmou o ministro, na sessão plenária.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

5 comentários Ver comentários

  1. Muito engraçado e hipócrita este “Segundo Moraes, é preciso trazer “mais civilidade” para a campanha eleitoral.”
    Como um aprendiz de ditador pode pedir este tipo de tratamento que ele mesmo ignora ?

  2. KKKKKK adivinhem o que vai acontecer!!!
    e tudo feito na cara dura mesmo.praticamente eles tiraram quase todo tempo de TV do presidente por algo que é verdadeiro isto é que é o pior.
    Agora os ataques com montagem da Falta de ar, Chamar o PR de canibal de pedófilo, de se associar aos mais diverso criminosos, Goleiro Bruno, Flor de Liz ai blz né tribunalzinho tem que agradar o chefinho né,

  3. Até parece que já ví esse filme antes. Então já sei qual será o desfecho: Vão contrariar a decisão dessa ministra que voltou atrás em sua decisão, como no filme anterior. É tudo um teatro de 5ª categoria. Mambembe mesmo.

  4. SOLTARAM O LADRÃO DE NOVE DEDOS E AGORA NAO DARÃO SEU DIREITO DE RESPOSTA?
    CLARO QUE DARÃO AFINAL ELE É INOCENTE,ACUSADO EM TRÊS INSTANCIAS POR UNANIMIDADE LADRÃO VAGABUNDO CORRUPTO SAFADO LLAADDRRAAAOO!
    ESSA ELEIÇÃO SE O PRESIDENTE NÃO FOR REELEITO ELA SERÁ ANULADA POR PARTIDARISMO DO STF E TSE.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.