Revista Oeste - Eleições 2022

Pessoalmente, Moraes convida Bolsonaro para posse no TSE

Ministro vai assumir a presidência do tribunal em 16 de agosto
-Publicidade-
J.R. Guzzo: "O último espasmo dessa aberração é a operação policial contra os “empresários golpistas”, como diz o noticiário, comandada por Moraes" | Foto: SCO/STF
J.R. Guzzo: "O último espasmo dessa aberração é a operação policial contra os “empresários golpistas”, como diz o noticiário, comandada por Moraes" | Foto: SCO/STF

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), que vai assumir a presidência do Tribunal Eleitoral na próxima terça-feira 16, entregou pessoalmente um convite para a posse ao presidente da República Jair Bolsonaro (PL) na quarta-feira 10. O chefe do Executivo confirmou presença na cerimônia.

A atitude de Moraes é uma resposta à articulação do ministro Ciro Nogueira, da Casa Civil. Nogueira teria dito ao ministro da Corte Suprema que o presidente gostaria de “prestigiar e mostrar respeito” à Justiça Eleitoral indo à posse. No entanto, que Bolsonaro gostaria de ser convidado pessoalmente. Assim, o ministro do STF considerou o convite “institucional” e o fez.

Além de Nogueira, participaram da conversa os ministros Paulo Guedes (Economia) e Bruno Bianco (Advocacia-Geral da União). Já Moraes, levou o próprio secretário-geral e o ministro Ricardo Lewandowski, do STF.

-Publicidade-

Moraes é sorteado como relator da candidatura de Bolsonaro

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), foi sorteado para ser o relator da solicitação da candidatura do presidente Jair Bolsonaro (PL) no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O chefe do Executivo já teve diversos problemas com o ministro.

Na Suprema Corte, Moraes é o relator de vários processos em que Bolsonaro e seus apoiadores são alvos. No feriado de 7 de Setembro do ano passado, o presidente chamou Moraes de canalha e disse que não cumpriria suas decisões. Depois da repercussão de suas falas, o chefe do Executivo escreveu uma carta com a digital do ex-presidente Michel Temer (MDB).

Na semana passada, Moraes rejeitou no STF um pedido da Procuradoria-Geral da República, que pediu para arquivar um inquérito contra Bolsonaro. A investigação foi aberta a fim de apurar a suposta participação do presidente no vazamento de informações confidenciais de outro inquérito, sobre um ataque hacker no TSE, em 2018.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

15 comentários Ver comentários

  1. Saia justa para o “seu” Alexandre!
    Se falar mal do Presidente, na posse, vai ter que se retratar pra ele, ali mesmo. Melhor não extrapolar e discursar com RESPEITO!

  2. Já sabem que vão ter as FA na cola durante a apuração.

    Não vai mais rolar nenhum acerto na sala de justiça.

    Bolsonaro reeleito este ano.

  3. Essa marionete coreografada pelo condomínio “banca + narco + campeões da indústria” parece um “bipolar político”: oscila entre o cinismo e a ingenuidade.

  4. Temos todo o direito de saber como esse “sorteio” foi feito, não é mesmo? Foi ao vivo? Foi televisionado? Ou foi, certamente, da forma que todos desconfiamos?

  5. Que bacana, tem que ser assim mesmo,o nosso presidente irá como representante do execitivo e estaremos juntos em sete de setembro comemorando 200 da independência.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.