Revista Oeste - Eleições 2022

PL cede antigo número de Tiririca a Eduardo Bolsonaro

Filiado ao partido desde 2021, filho do presidente fica com numeral considerado mais fácil para memorização de eleitores
-Publicidade-
Humorista Tiririca tem um projeto em 12 anos de atividade como deputado federal
Humorista Tiririca tem um projeto em 12 anos de atividade como deputado federal | Foto: Reprodução

O Partido Liberal (PL) decidiu ceder o antigo número usado pelo deputado federal Tiririca a Eduardo Bolsonaro nas eleições deste ano. Ambos concorrem à reeleição para à Câmara como representantes de São Paulo, sendo que o filho do presidente da República disputa seu primeiro pleito pela legenda.

Francisco Everardo Oliveira Silva, nome de batismo do humorista Tiririca, usou o 2222 em três eleições, desde 2010, quando se elegeu pela primeira vez para a Câmara dos Deputados. Neste ano, no entanto, o candidato do PL foi registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o número 2255.

O 2222 ficou com Eduardo Bolsonaro, segundo as inscrições no TSE. O número repetido, considerado mais fácil para memorização de eleitores, é geralmente designado para a principal aposta entre os candidatos de um partido a vagas legislativas. Em maio, Tiririca havia cogitado desistir das eleições, caso seu número dos pleitos passados fosse entregue a outro colega de legenda. No entanto, a ameaça não se cumpriu agora, com as confirmações de candidaturas.

-Publicidade-

Puxadores de votos

Eduardo Bolsonaro se filiou ao Partido Liberal no fim de 2021, junto de seu pai, o presidente Jair Bolsonaro. Em 2018, o parlamentar se tornou o deputado federal mais votado na história brasileira, com 1.843.735 votos. Na época, concorreu como candidato do PSL — hoje, União Brasil.

Tanto Tiririca como Eduardo Bolsonaro são considerados “puxadores de votos”, candidatos que obtêm número de votos acima do quociente eleitoral e ajudam a eleger colegas de partido menos votados, aumentando a bancada da sigla.

Em 2010, o humorista se elegeu com a escolha de 1.353.820 eleitores. No último pleito, no entanto, foram pouco mais de 450 mil votos.

Em 12 anos como parlamentar, Tiririca teve um projeto de lei aprovado, em proposta que altera a Lei Rouanet para adicionar atividades circenses como manifestações culturais. Apesar de passar pela Câmara, a iniciativa está tramitando no Senado desde 2017.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

8 comentários Ver comentários

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.