Presidente Jair Bolsonaro (PL) vence no Sul

Cenário na região difere do nacional
-Publicidade-
O presidente Jair Bolsonaro (PL) | Foto: Agência Brasil
O presidente Jair Bolsonaro (PL) | Foto: Agência Brasil

O presidente Jair Bolsonaro (PL) venceu Lula (PT) no Sul. O chefe do Executivo registrou 55,28% no Paraná (PR); 48,89% no Rio Grande do Sul (RS) e 62,22% em Santa Catarina (SC). Já o petista ficou com 35,97% no PR; 42,29% no RS; e 29,53% em SC.

Em seguida, veio a senadora Simone Tebet (MDB) com 4,72% (PR); e Ciro Gomes (PDT) com 2,75%. No RS, Simone ficou com 4,79%; e Gomes com 2,88%. Em SC, a senadora consolidou 4,42%; e Gomes 2,05%.

O cenário do Sul difere do nacional. Ao todo, Lula (PT) acumulou 48,37% de votos, contra Jair Bolsonaro, que ficou com 43,25%. Ambos vão disputar o segundo turno, em 30 de outubro, para decidir quem será o novo presidente do Brasil.

-Publicidade-

Segundo a legislação eleitoral, para ser eleito um candidato precisa da maioria absoluta de votos (mais da metade). Caso nenhum presidenciável consiga esse número, então a eleição prevê um segundo turno entre os dois mais bem votados.

A vitória em primeiro turno em uma eleição presidencial aconteceu somente em duas oportunidades, ambas com Fernando Henrique Cardoso (PSDB), em 1994 e 1998. A disputa em dois turnos foi incluída na Constituição em 1988.

Vencedor da eleição de 2018, Bolsonaro tenta a reeleição. Já Lula busca o terceiro mandato, depois de governar o país em 2002 e 2006. O petista disputou o pleito outras três vezes, com derrotas em 1989, 1994 e 1998.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

10 comentários Ver comentários

  1. Com mais esta renovação do Congresso podemos esperar uma reordenação (moralização) do STF, e suportar os 4 anos de “narcopetismo” na PR. Em 2026, recuperaríamos a Democracia Liberal que, desgraçadamente, estaríamos adiando nestas Eleições criminosas !!…

  2. Colhemos o resultado de anos a fio negligenciando o Nordeste e o Norte.
    Deixamos as populações de lá sob o mando dos poderosos, dos coronéis, dos verdadeiros donos das localidades e das pessoas.
    Com baixíssimo nível de instrução e dependentes de auxílio de terceiros e assistencialismo, ou seus povos veem tentar a sorte no Sul Maravilha, ou se submetem a servir seus patrões com retornos para si pífios.
    Tal qual o crime organizado desprezou os símbolos patrióticos, e nós nos apossamos da Bandeira do Brasil e de suas cores enquanto eles se vestiam de vermelho, lá, no Norte e Nordeste, se deu o inverso, o crime organizado continua soberano, escravocrata, absoluto e intocável.
    Fazer o quê?
    Não sei, mas certamente não devemos esmorecer, não podemos voltar à omissão, nem tampouco negligenciar a instrução de qualidade que deverá ser praticada para todo e qualquer menor carente de toda e qualquer região do Brasil, o bem de mercado mais valioso ao ser humano; o conhecimento.
    Nossa única esperança de dias futuros melhores!
    Quanto agora, complicado, esperemos surgir caminhos mais claros.

  3. Temos que fazer uma autorreflexão. A nossa atitude perante o avanço do PT é fraca, débil. Isso significa que não estamos nos posicionando abertamente onde podemos influenciar. As pessoas “desconhecem” fatos a respeito da culpabilidade do Lula (que em princípio não deveria estar concorrendo, já que ilegal e inconstitucional) comprovadamente criminoso. Portanto, a eleição, em si, é criminosa e com aval do STF. Resumo: precisamos ser mais enfáticos, confrontar mais e marcar posição.

  4. Se você tivesse dinheiro para investir em uma empresa e tivesse liberdade de escolha no local de implantação da mesma, faria a sede no sul do Bolsonaro ou no Nordeste do ex-presidiário ?

    Precisamos mudar a nossa federação e esquecer Brasília, mais poder aos estados e menos ao governo federal.

  5. Sim, isto era esperado, entretanto, ele deveria ter vencido em outros estados, inclusive nos do nordeste do país.
    Por estas alturas seria talvez o caso de se perguntar se não seria melhor separar o sul/sudeste e centro oeste do restante do país, pois não há compatibilidade nenhuma

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.