Pros acerta apoio a Lula três dias depois de lançar candidatura de Marçal

Decisão judicial mudou comando do partido, que agora trabalha para cancelar efeitos de convenção da última semana
-Publicidade-
Eurípedes Júnior, presidente do Pros (à direita de Alckmin), em reunião que selou apoio ao PT
Eurípedes Júnior, presidente do Pros (à direita de Alckmin), em reunião que selou apoio ao PT | Foto: Divulgação

A direção do Partido Republicano da Ordem Social (Pros) acertou, nesta quarta-feira, 3, apoio à candidatura de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) para as eleições de outubro. A decisão acontece apenas três dias depois de a sigla ter lançado Pablo Marçal como candidato à Presidência.

Inicialmente, Marçal contestou o apoio, mas depois anunciou, por meio das redes sociais, que vai renunciar à candidatura.

O acerto entre o Pros e o PT foi definido depois de o Superior Tribunal de Justiça (STJ) devolver o comando do partido a Eurípedes Júnior. O dirigente estava afastado da direção da legenda desde março, por decisão do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT), órgão de segunda instância, em razão de suposto desvio de recursos.

-Publicidade-

A união do Pros com Lula foi decidida em um encontro em São Paulo envolvendo Eurípedes Júnior e lideranças da candidatura, como o ex-ministro Aloízio Mercadante, coordenador de campanha, e Geraldo Alckmin (PSB), vice da chapa. Assim, o partido se junta a um bloco que já conta com PT, PSB, Solidariedade, Psol, PCdoB, PV e Rede.

Também participaram do encontro o presidente do Pros, Eurípedes Júnior, o presidente da Fundação da Ordem Social, Felipe Espírito Santo, e Bruno Pena, advogado do partido.

Marçal havia sido escolhido como candidato do Pros em uma convenção no domingo, em Brasília. No entanto, um novo encontro do partido está marcado para a sexta-feira 5, na data-limite estabelecida pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para a oficialização de chapas.

A expectativa é que o Pros também anuncie na sexta-feira apoio a Fernando Haddad, na disputa pelo governo de São Paulo. Cumprindo agenda no Nordeste nesta semana, Lula não participou da articulação com o novo aliado.

O Pros jamais contou com candidato próprio na eleição presidencial e apoiou o PT nos pleitos de 2014, com Dilma Rousseff, e 2018, com Haddad.

Quem é Pablo Marçal

O empresário e influenciador Pablo Marçal ganhou projeção por causa de um episódio em janeiro de 2022, em que liderou uma excursão com mais de 30 pessoas ao Pico dos Marins, em Piquete (SP), e o Corpo de Bombeiros precisou ser acionado para resgatar parte do grupo.

Goiano de 35 anos, Marçal se declara como “cristão, filantropo, empreendedor imobiliário e digital, mentor, estrategista de negócios, especialista em branding e jurista por formação”. O empresário também tem 25 livros publicados.

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.