Tarcísio enfrenta Haddad no 2° turno; ex-ministro de Bolsonaro lidera

Resultado contrariou projeções de institutos de pesquisa; ambos disputam o governo de São Paulo
-Publicidade-
O ex-prefeito de São Paulo (à esq.) e o ex-ministro Tarcísio Gomes de Freitas (à dir.) vão para o segundo turno | Foto: Divulgação
O ex-prefeito de São Paulo (à esq.) e o ex-ministro Tarcísio Gomes de Freitas (à dir.) vão para o segundo turno | Foto: Divulgação

O ex-ministro da Infraestrutura Tarcísio Gomes de Freitas (Republicanos) vai enfrentar o ex-prefeito Fernando Haddad (PT), no segundo turno da disputa pelo governo do Estado de São Paulo. Freitas conseguiu 9.830.649 de votos (42,34%), enquanto o petista obteve 8.284.248 (35,67%).

A votação de Tarcísio e Haddad representou uma derrota para o governador Rodrigo Garcia e seu partido, o PSDB. A legenda comandou São Paulo por quase 30 anos. O atual chefe do Executivo saiu da eleição com 4.277.046 de votos (18,40%).

Tarcísio e Haddad no segundo turno também mostrou que os institutos de pesquisa erraram. O Datafolha projetou a vitória de Haddad com 39%; Ipec deu 41% para o ex-prefeito. Tarcísio tinha 26% no Paraná Pesquisas, 31% no Datafolha e também 31% no Ipec.

-Publicidade-

Oeste comenta resultado de Tarcísio e Haddad

Em parceria com o Programa 4 por 4, que conta com a apresentação do jornalista Luís Ernesto Lacombe e com os comentários de Augusto Nunes, Ana Paula Henkel e Rodrigo Constantino, Oeste acompanha minuto a minuto o resultado das eleições deste ano.

Além do próximo presidente da República, serão eleitos 27 governadores, 27 senadores, 513 deputados federais, 1.035 deputados estaduais e 24 deputados distritais.

Quais são os deveres do presidente da República?

presidente é o chefe do Executivo federal. Ele tem como principal tarefa administrar os interesses da União. Entre outras coisas, seu dever é coordenar a política interna e externa e nomear os ministros do governo, do Supremo Tribunal Federal (STF) e das Cortes inferiores.

Cabe ao presidente elaborar o Orçamento e sancionar e promulgar leis aprovadas pelo Congresso Nacional — com a opção de veto total ou parcial de projetos de lei. Caso vetada, a proposta será encaminhada novamente ao Legislativo para nova análise. A decisão final será dos parlamentares.

presidente também pode criar Medidas Provisórias — normas que têm força de lei e não precisam de aprovação do Parlamento para entrar em vigor. Contudo, precisam ser chanceladas pelos legisladores no prazo de 120 dias.

Quais são os deveres dos senadores?

O Brasil tem um sistema bicameral, ou seja, há duas casas legislativas para análise e proposição de normas: Câmara dos Deputados e Senado Federal.

As unidades da Federação podem escolher três representantes no Senado. Cada um dos escolhidos terá um mandato de oito anos e será eleito de forma majoritária — quem receber mais votos, vence a disputa. Os debates legislativos ocorrem no plenário ou nas comissões temáticas.

Além de fiscalizar o Executivo e instaurar Comissões Parlamentares de Inquérito (CPIs), os senadores também possuem a prerrogativa de aprovar ou impedir as nomeações do presidente para cargos como diplomata, procurador-geral da República (PGR) e ministro do STF.

Quais são os deveres dos deputados federais?

Câmara dos Deputados, formada por 513 parlamentares, complementa o sistema bicameral brasileiro.

Cada Estado tem um determinado número de vagas, que varia conforme o tamanho da população. Eleitos no sistema proporcional, os deputados atuam na proposição e revisão da legislação nacional e fiscalizam o trabalho do Executivo.

Assim como no Senado, os debates legislativos ocorrem no plenário ou nas comissões temáticas. Os deputados têm como função debater, votar e fiscalizar o Orçamento da União. O presidente da Câmara tem autonomia suficiente para abrir um processo de impeachment contra o presidente da República.

Quais são os deveres dos deputados estaduais ou distritais?

Também eleitos de maneira proporcional, os deputados estaduais são os representantes do Legislativo nas unidades da Federação.

Os deputados estaduais podem propor leis, desde que não conflitem com as diretrizes ou com as próprias leis da Constituição Federal. Os debates nas assembleias também ocorrem no plenário ou nas comissões temáticas.

Assim como no âmbito federal, os deputados estaduais podem abrir processos de impeachment contra o governador em exercício, instalar CPIs e votar a aprovação do Orçamento estadual.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

2 comentários Ver comentários

  1. Perguntamos aos candidatos ao governo de São Paulo como acabar com a Cracolândia, reduto de viciados no centro da capital paulista. Veja o que eles responderam:

    *Fernando Haddad (PT):* Essa população de viciados não pode ficar na rua, vamos alugar apartamentos para eles morarem no centro de São Paulo e lhes dar algum dinheiro para comprarem comida.

    *Tarcísio de Freitas (Republicanos):* É necessario promover o acolhimento para reinserção social, com desintoxicação, capacitação, geração de trabalho e renda. Melhorar as condições das comunidades terapêuticas, com proximidade à natureza. Criar “portas de saída” como programas de inserção de pessoas em situação de rua, ex-dependentes e egressos do sistema prisional no mercado de trabalho formal, principalmente em empresas parceiras e em obras contratadas e/ou concedidas pelo Estado.

    https://revistaoeste.com/politica/eleicoes-2022/cracolandia-o-que-dizem-os-programas-dos-candidatos-ao-governo-de-sp/

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.