Tebet chama Soraya de ‘candidata Bolsonara’, e senadoras unem discurso

Representantes do MDB e do União Brasil criticam juntas o governo durante debate entre presidenciáveis na Rede Globo
-Publicidade-
Soraya Thronicke responde pergunta de Simone Tebet durante debate na Globo
Soraya Thronicke responde pergunta de Simone Tebet durante debate na Globo | Foto: Reprodução

Em meio aos momentos tensos durante o debate na Globo, nesta quinta-feira, 29, as senadoras Simone Tebet (MDB-MS) e Soraya Thronicke (União Brasil-MS) protagonizaram uma “dobradinha” afinada em alguns momentos do encontro entre presidenciáveis.

Distantes das principais discussões da noite, as duas candidatas usaram a oportunidade de irem juntas ao púlpito para apoiar o discurso uma da outra, principalmente em esforço crítico contra o governo de Jair Bolsonaro (PL).

Em um desses momentos, no terceiro bloco, quando Tebet estourou o tempo ao formular a sua pergunta, Soraya disse que cederia seu espaço para a adversária concluir a sua fala. Antes, num ato falho, a representante do MDB se referiu à adversária como “candidata Bolsonara”, se corrigindo imediatamente e pedindo desculpas à colega de Senado.

-Publicidade-

Tebet e Soraya no debate na Globo

Seguindo a lei eleitoral, foram convidados os candidatos de partidos com representação no Congresso Nacional de, no mínimo, cinco parlamentares e sem impedimento na Justiça, seja eleitoral ou comum.

O debate da Globo foi dividido em quatro blocos. O primeiro e o terceiro tiveram temas livres. Já o segundo e o quarto contaram com assuntos determinados. Ao final do último segmento, cada candidato vai ter tempo para fazer considerações finais.

Além de Tebet e Soraya, participaram Jair Bolsonaro (PL), Lula (PT), Felipe D’Ávila (Novo), Padre Kelmon (PTB) e Ciro Gomes (PDT).

O primeiro turno das eleições está marcado para o próximo domingo, 2 de outubro. Caso necessário, o segundo turno acontece no dia 30 do mesmo mês.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

5 comentários Ver comentários

  1. Perguntamos aos candidatos ao governo de São Paulo como acabar com a Cracolândia, reduto de viciados no centro da capital paulista. Veja o que eles responderam:

    *Fernando Haddad (PT):* Essa população de viciados não pode ficar na rua, vamos alugar apartamentos para eles morarem no centro de São Paulo e lhes dar algum dinheiro para comprarem comida.

    *Rodrigo Garcia (PSDB):* Vamos colocar a polícia atrás desses viciados e expulsá-los do centro de São Paulo. Lugar de pobre viciado é na periferia.

    *Tarcísio de Freitas (Republicanos):* É necessario promover o acolhimento para reinserção social, com desintoxicação, capacitação, geração de trabalho e renda. Melhorar as condições das comunidades terapêuticas, com proximidade à natureza. Criar “portas de saída” como programas de inserção de pessoas em situação de rua, ex-dependentes e egressos do sistema prisional no mercado de trabalho formal, principalmente em empresas parceiras e em obras contratadas e/ou concedidas pelo Estado.

    https://revistaoeste.com/politica/eleicoes-2022/cracolandia-o-que-dizem-os-programas-dos-candidatos-ao-governo-de-sp/

  2. Entendo que esse “bolsonara” não saiu de graça, não foi um ato falho sem motivo.

    Na minha opinião é o tratamento delanos bastidores da campanha do União Brasil, tendo em vista seu alinhamento inicial com o presidente, que por sinal, como muitos, jogou fora só para serem jogados também.

    A “ex bolsonara”, por sinal com competência inversamente proporcional à arrogância, não se elege nem vereadora; salvo, talvez, pelo voto proporcional.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.