TSE realiza eleição simulada para testar nova urna

Mais de 10 mil eleitores da cidade de Bela Vista, no Maranhão, poderão participar do teste
-Publicidade-
A simulação é um teste final que serve de modelo para todo o país, segundo o TSE
A simulação é um teste final que serve de modelo para todo o país, segundo o TSE | Foto: Divulgação

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) realiza neste domingo, 21, uma eleição simulada para testar as novas urnas eletrônicas. Cerca de 10 mil eleitores da cidade de Bela Vista, no Maranhão, a 245 quilômetros da capital São Luís, podem participar do teste.

A simulação é um teste final e vai servir de modelo para todo o país. Os testes são feitos com o modelo UE 2020 da urna eletrônica. Os técnicos do TSE, integrantes da Corte do Estado e funcionários regionais da área eleitoral acompanham o procedimento.

O processo de simulação de votação começou às 8h e segue até o meio-dia, segundo o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Estado. Depois da votação simulada com os eleitores de Boa Vista, o órgão fará a totalização, às 13h. A avaliação final do teste começa às 16h.

-Publicidade-

“Com a simulada, o TRE avalia a votação nas novas urnas eletrônicas, assim como a atuação de mesárias e mesários, além de realizar medições do tempo de habilitação e do voto em si”, informou em comunicado tribunal.

Ao todo, aproximadamente 225 mil novas urnas serão usadas nas eleições de outubro. Segundo o TSE, o novo modelo “tem um processador mais rápido que o da versão anterior, além de possuir recursos extras de acessibilidade, segurança e transparência”.

Leia também: “É proibido modernizar a urna?”, reportagem publicada na edição 69 da Revista Oeste

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

12 comentários Ver comentários

  1. Uma pergunta importante, as FA’s irão acompanhar esses testes, parece que não, ou seja, continuaremos com urnas sem a impressão dos votos e inalditáveis… tá osso…

  2. Quem acredita ? “Segundo o TSE, o novo modelo “tem um processador mais rápido que o da versão anterior, além de possuir recursos extras de acessibilidade, segurança e transparência”.”

  3. Por que no Maranhão nessa cidade de Bela Vista? Será que é porque seus habitantes possuem algum déficit cognitivo de tal forma que, se o teste for aprovado por lá, será aprovado em qualquer lugar? Olha o preconceito…

  4. Isso é coisa de maluco não? Em qualquer lugar do mundo, ainda mais no maranhão que nem precisa fazer o TESTE, com presença do datafolha,
    JÁ DEU JAIR MESSIAS BOLSONARO
    O SALVADOR DA PÁTRIA
    O PERSEGUIDO
    O DEUS
    O MESSIAS
    O HOMEM MAIS HONESTO E DETERMINADO DO MUNDO.
    O BOZZZZZZO PARA O CÉTICOS
    O ILUMINADO PARA MIM.

  5. Vou repetir pela triliosésima vez.

    Nenhum teste é válido se não for efetuado em um percentual mínimo de 2% das urnas que forem utilizadas, ou um dia antes da eleição, ou imediatamente após o encerramento da votação. A razão é muito simples, o que vale é o ESTADO NO MOMENTO DA UTILIZAÇÃO REAL DAS URNAS PARA CADA ELEIÇÃO!

  6. ORA, ORA, SENHORES. A TOGA NO BRASIL ESTÁ QUERENDO MESMO IMPLANTAR UMA DITADURA. Não adianta o povo, que paga o salários dessas figurinhas, dizer que quer a impressão do voto. Eles querem fazer as coisas como é conveniente para eles. Existe uma parcela do judiciário brasileiro que está podre e querendo implantar uma DITADURA na marra. Fazer teste com uma urna que não tem possibilidade de ser auditada é uma fraude e um engana trouxa. Olha onde eles foram fazer o tal teste! Logo no MARANHÃO.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.