Vídeo em que Lula associa Bolsonaro a assassinato de petista deve ser apagado

Decisão foi proferida pela ministra Cármen Lúcia, do TSE
-Publicidade-
à esq. está Lula (PT); À dir. está o presidente Jair Bolsonaro (PL)
à esq. está Lula (PT); À dir. está o presidente Jair Bolsonaro (PL) | Foto: Montagem Revista Oeste/Marcelo Camargo/Agência Brasil/Ricardo Stuckert

A ministra Cármen Lúcia, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), determinou a remoção de um vídeo que o candidato do PT à Presidência, Luiz Inácio Lula da Silva, associa o presidente e candidato à reeleição Jair Bolsonaro (PL) ao assassinato do petista Benedito Cardoso dos Santos, em Mato Grosso.

Em setembro deste ano, Santos foi morto por Rafael Silva de Oliveira, apoiador do chefe do Executivo. “No caso em exame, as referências não evidenciam apenas críticas políticas ou legítima manifestação de pensamento”, disse a magistrada. “Tem-se a divulgação de mensagem sem demonstração de veracidade do que foi afirmado, em ofensa à imagem do candidato.”

A campanha de Bolsonaro havia argumentado que Lula “divulgou” colocações inverídicas, com o “intuito” de fazer crer que o presidente tinha ligação com o ocorrido. “Na verdade, segundo narrativas públicas, dois colegas de trabalho discutiram no interior do Mato Grosso, alheios à coordenação de qualquer das campanhas, e atacaram-se mutuamente”.

-Publicidade-

Na publicação em questão, o petista diz que o “PT tem obrigação de saber todas as coisas para ajudar esta família [de Santos] que foi vítima do genocida chamado Bolsonaro”.

Em setembro deste ano, o ministro Paulo de Tarso Sanseverino, do TSE, determinou que uma publicação da presidente do PT, Gleisi Hoffmann, também fosse apagada. Gleisi havia dito que o chefe do Executivo foi o “mandante” do assassinato em MG. A exclusão foi em resposta a um pedido da campanha do presidente.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

3 comentários Ver comentários

  1. Politica não foi criada para amadores ou inocentes, e sim, para psicopatas e sociopatas… os amigos de hoje viram inimigos e amanhã por interesses mútuos viram amigos de novo. Exemplo: Lula x Geraldo Alkmin

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.