Revista Oeste - Eleições 2022

Em carreatas, manifestantes protestam contra Maia e ministros do STF

A insatisfação se dá porque representantes dos dois poderes vêm impondo entraves à gestão do presidente Bolsonaro
-Publicidade-
SP - CORONAVÍRUS/SÃO PAULO/CARREATA - GERAL - Apoiadores do presidente Jair Bolsonaro fecham a Avenida Paulista, em São Paulo, na tarde   deste domingo (19), durante carreata pela reabertura do comércio e contra o Congresso   Nacional e o governo de São Paulo, que prorrogou a quarentena no Estado para retardar a   propagação do novo coronavírus. Agora, a medida vale até o dia 10 de maio.   19/04/2020 - Foto: NILTON FUKUDA/ESTADÃO CONTEÚDO
SP - CORONAVÍRUS/SÃO PAULO/CARREATA - GERAL - Apoiadores do presidente Jair Bolsonaro fecham a Avenida Paulista, em São Paulo, na tarde deste domingo (19), durante carreata pela reabertura do comércio e contra o Congresso Nacional e o governo de São Paulo, que prorrogou a quarentena no Estado para retardar a propagação do novo coronavírus. Agora, a medida vale até o dia 10 de maio. 19/04/2020 - Foto: NILTON FUKUDA/ESTADÃO CONTEÚDO

A insatisfação se dá porque representantes dos dois poderes vêm impondo entraves à gestão do presidente Bolsonaro

Apoiadores do presidente Bolsonaro fecham a Avenida Paulista, em São Paulo, na tarde deste domingo
Foto: NILTON FUKUDA/ESTADÃO CONTEÚDO

Oito Estados mais o Distrito Federal registraram protestos contra o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, e ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) neste domingo, 19. Além do DF, São Paulo, Rio Grande do Sul, Pernambuco, Ceará, Maranhão, Rio de Janeiro, Bahia e Paraná tiveram várias carreatas e buzinaços que pediram, também, o relaxamento do isolamento social.

-Publicidade-

A insatisfação se dá por causa das mais recentes decisões antipopulares tomadas por parlamentares do Congresso Nacional e pelo Supremo. Representantes dos dois poderes vêm impondo entraves à gestão do presidente Bolsonaro, sobretudo no que diz respeito às diretrizes de combate ao coronavírus traçadas pelo Palácio do Planalto.

Na semana passada, por exemplo, deputados e senadores aprovaram um pacote de socorro financeiro a Estados e municípios. Alguns governadores e prefeitos decretaram medidas de isolamento social restritivas e, com isso, perderam dinheiro em arrecadação de impostos. O STF, ademais, retirou de Bolsonaro o poder de reabrir o comércio.

Hoje, conforme noticiou Oeste, Rodrigo Maia decidiu retaliar o governo, ao fechar um acordo com a oposição para que as medidas provisórias editadas por Bolsonaro caduquem. A postura do presidente da Câmara representou mais combustível para as carreatas de hoje, convocadas pelo movimento democrático Nas Ruas há cinco dias.

Análise de redes sociais

Foto: JASON HOWIE/FLICKR

A movimentação foi intensa no Twitter. A hashtag “TchauMaia” chegou aos trending topics às 10 horas e, a partir daí, cresceu até alcançar o segundo lugar, às 13 horas. Então, manteve a posição por duas horas e foi perdendo força até deixar os assuntos mais comentados às 17 horas. Por fim, totalizou 184 mil engajamentos.

Na rede social, os deputados federais pelo PSL paulista Eduardo Bolsonaro e Carla Zambelli foram os que mais contribuíram para alimentar a hashtag. O filho do presidente publicou uma fala de seu pai no quartel-general do Exército em Brasília neste domingo e conseguiu 17 mil curtidas, 4,5 mil retuítes e 1,5 mil comentários.

Já sua colega de partido, ao denunciar o acordão de Maia com a oposição, adquiriu 21,5 mil curtidas, 7 mil retuítes e 3,5 mil comentários. Cinco tuítes relacionados ao tema foram publicados hoje por Zambelli e somam mais de 50 mil engajamentos.

Contudo, a campanha “TchauMaia” não vingou no Instagram, em que teve pouco mais de 100 engajamentos de todos os que utilizaram a hashtag.

https://twitter.com/BettaBrasil/status/1251949107708669955

No Facebook, a aderência também foi positiva. A principal figura política de tração foi, novamente, Eduardo Bolsonaro, que publicou duas postagens referentes à manifestação. Uma delas obteve 19,4 mil curtidas, 3,7 mil comentários e 5,9 mil compartilhamentos. A segunda angariou 76 mil reações, 12,7 mil comentários e 7,3 mil compartilhamentos.

A página do Nas Ruas na rede social teve bom desempenho. O evento “MEGA Carreata Nacional” registrou 1,6 mil confirmações e 8,8 mil compartilhamentos. Durante todo o dia, transmissões foram feitas pelo movimento — uma delas com mais de 100 mil visualizações. Enquanto esta reportagem é redigida, o Nas Ruas publicou 43 postagens.

Pesquisas e repercussão na mídia

Foto: JOHN S/FLICKR

Na últimas 24 horas, os termos mais pesquisados no Google sobre a manifestação foram “Bolsonaro hoje”, “manifestação hoje pelo brasil”, “passeata paulista hoje 2020”. Todos os Estados demonstraram interesse pela figura do presidente da República, tendo sobressaído São Paulo.

A mídia tradicional disseminou a narrativa segundo a qual os protestos se dirigiam no sentido de fechar o Congresso e o Supremo. As informações publicadas focalizaram temas como o Ato Institucional n° 5, baixado pelo regime militar, e reivindicações pelo fim do isolamento social.

Por outro lado, sites de direita interpretaram as críticas das carreatas como direcionadas a parlamentares e ministros do STF, ou seja, não às instituições propriamente ditas. Além disso, a visão difundida foi de que os manifestantes querem a retomada da economia quanto antes, mas de forma lenta e gradual.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

7 comentários Ver comentários

  1. O povo cansou dos desmando dessas intituiçoes que nao realidade nao sao mais casa do povo sao sim somentes Organizaçoes Criminosas so defendem esses instituçoes sao Globo Folha Estadao e algum outros que se beneficiaram com a corrupçao

  2. Era tudo marketing. Dória, ‘o novo, na política’, revelou-se um completo engodo, quer pelas frases de mofada demagogia, quer pela decisão de afoitamente parar o principal motor de riqueza do país. O ‘sagaz empresário’ já assegurou lugar na história como o mais incompetente político a ocupar o Palácio dos Bandeirantes.

  3. o Primeiro Ministro do Reino Unido usou a rede pública para se tratar do Covid-19. Prova de DEMOCRACIA – Lei igual para todos. Aqui, os servidores públicos estão usando o SUS, para tratamento ?

  4. Houve carreata na cidade de Salvador-BA, que partiu do Quartel da Mouraria. A pauta foi, também, no sentido de reabertura do comércio volta à normalidade. Foi bem significativa a quantidade de carros.

  5. Se a coisa pretear todos os velhos que estão em confinamento sairão para as ruas para espalhar o vírus no Congresso, no sTF e em alguns órgãos de imprensa, sob o clima de “morro, mas levo um montão de bandidos”.

  6. Com a demonstração de popularidade do presidente hj, acho q eles podem tirar o cavalinho da chuva. A narrativa sobre os apoiadores do Bolsonaro serem robôs não se sustenta após 58 milhões de votos, passeatas, carreatas, hashtags, Twittes…Alguém discorda?

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.