Em jantar do PL, Arthur Lira é confrontado por manifestantes

Presidente da Câmara dos Deputados foi chamado de 'omisso'
-Publicidade-
Protesto contra Lira ocorreu em Brasília
Protesto contra Lira ocorreu em Brasília | Foto: Reprodução/Redes sociais

Ao chegar a um jantar promovido pelo PL, em Brasília, o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), foi hostilizado por manifestantes. O ato ocorreu na noite da terça-feira 29, no restaurante Dom Francisco.

Lira foi chamado de “omisso” e ouviu que “o Brasil não vai se entregar”. “Ou viver a pátria livre, ou morrer pelo Brasil”, entoaram os manifestantes. “Covarde, traidor da Pátria.” Outras pessoas perguntaram como o presidente da Câmara “dorme à noite”, enquanto outros o acusaram de “vendido”.


O presidente da Câmara conseguiu o apoio do PT para reeleger-se para mais um mandato. Em troca, a sigla espera o apoio de Lira para conseguir alguma governabilidade no Parlamento. Uma das medidas que a esquerda quer aprovar é a PEC da Gastança, que pode provocar rombo de R$ 60 bilhões nas contas públicas, além de permitir gastos de R$ 175 bilhões fora do teto de gastos.

Jantar do qual Arthur Lira participou

Organizado pelo presidente do PL, Valdemar da Costa Neto, o evento do partido reuniu líderes da sigla, parlamentares recém-eleitos e políticos de outros partidos, além do presidente Jair Bolsonaro. Um dos assuntos discutidos foi a auditoria promovida pela sigla em mais de 200 mil urnas.

Leia também: “Arthur Lira, O Sombra”, reportagem publicada na Edição 4 da Revista Oeste

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.