Em reviravolta, Milton Ribeiro vai ficar em São Paulo

Audiência de custódia vai acontecer de maneira virtual
-Publicidade-
Ribeiro é investigado por corrupção no MEC | Foto: Foto: Isac Nóbrega/PR
Ribeiro é investigado por corrupção no MEC | Foto: Foto: Isac Nóbrega/PR | ministro Covid-19

Em uma nova decisão, a 15ª Vara da Justiça Federal do Distrito Federal manteve o ex-ministro da Educação Milton Ribeiro detido em São Paulo. Ele vai participar da audiência de custódia de maneira virtual nesta quinta-feira, 23.

De acordo com o jornal Folha de S.Paulo, o juiz Renato Borelli mudou a decisão depois de a Polícia Federal alegar risco de segurança e falta de recursos para transferir Ribeiro de São Paulo para Brasília. O ex-ministro foi preso em Santos, na Baixada Santista, onde vive.

Ribeiro foi preso por suspeitas de envolvimento em corrupção e tráfico de influência durante o período em que comandou o MEC, entre julho de 2020 e março de 2022.

-Publicidade-

Foram presos na operação desta quarta-feira ainda os pastores Gilmar Santos e Arilton Moura. A principal acusação é que o Ministério da Educação privilegiava prefeitos indicados pelos pastores em repasses do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FDNE).

O advogado promete entrar com pedido de soltura de Ribeiro ainda nesta quarta-feira. De acordo com a defesa de Milton Ribeiro, a prisão foi arbitrária. “Vamos entrar com pedido de habeas corpus visando ao reconhecimento da coação ilegal imposta, especialmente porque os fatos são pretéritos e sem contemporaneidade. Não se poderia decretar a medida excepcional”, informa nota assinada pelo advogado Daniel Bialski.

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.