-Publicidade-

Em SP, manifestantes voltam a defender impeachment de Doria

Governador é o principal alvo de atos realizados na Avenida Paulista, em São Paulo

Governador é o principal alvo de atos realizados na Avenida Paulista, em São Paulo

fora doria - impeachment de ministros do stf
João Doria volta a ser alvo de protestos em São Paulo | Foto: REPRODUÇÃO/TWITTER

Maior cidade do país, São Paulo entra para o bloco de protestos a favor do governo Bolsonaro que tomam ruas pelo país neste domingo, 21, conforme noticiou Oeste mais cedo. Além de prestarem apoio ao presidente da República, manifestantes que marcam presença na Avenida Paulista nesta tarde se voltam contra o governador de São Paulo, João Doria (PSDB).

Leia mais:Petistas se vestem de antifas e pedem saída de Bolsonaro

A maioria dos cartazes entoa o #ForaDoria. Mensagem que, aliás, tem ido para além do protesto de rua. O termo tem movimentado redes sociais, sobretudo o Twitter. Por meio de textos, vídeos e imagens, usuários da plataforma reforçam o desejo em prol do impeachment do tucano, que, aliás, tem sido criticado até por prefeitos que integram o PSDB paulista. Ontem, os mandatários de Marília e Registro se voltaram contra o ocupante do Palácio dos Bandeirantes, conforme noticiou Oeste.

Pelo Twitter, internautas diversificaram as críticas a Doria. Para alguns, o impeachment deve ocorrer por causa da relação que o governador de São Paulo tem mantido com empresas da China. Nesse sentido, Oeste se atentou a ao menos uma compra recente. Isso porque a aquisição de respiradores vindos do país comunista custaram R$ 620 mil cada.

Teve quem aproveitou os pedidos de impeachment para lembrar que, entre outros pontos, Doria apoiou Jair Bolsonaro durante o segundo turno das eleições de 2018 — chegando a estampar camiseta com a mensagem de #BolsoDoria e pedir votos ao lado da então deputada federal eleita Joice Hasselmann, que na ocasião dizia ser o “Bolsonaro de saias”.

https://twitter.com/MayaraM54960209/status/1274774589810368512

Críticas na Paulista, mas apoio no comando da Alesp

Enquanto mais uma vez é alvo de críticas na Avenida Paulista, João Doria segue tendo em Cauê Macris (PSDB) um importante aliado. Isso porque o tucano é o presidente da Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp). Apesar de pedidos pela abertura do processo de impeachment, o ex-apresentador de talk show não viu nenhum avançar. No início do mês, Macris arquivou as três solicitações contra o governador.

Deputado estadual pelo PSL, Tenente Coimbra reclamou publicamente da postura adotada por Macris. Para o pesselista, o tucano faz com que a Alesp deixe de cumprir a função constitucional de fiscalizar atos do Poder Executivo.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

3 comentários

  1. Levaremos mais de 30 anos para corrigir as desgraças feitas pelo PSDB em Sampa. Eles foram os mestres do PT na roubalheira.

  2. Imagine um metrô que vai até a metade do caminho do aeroporto? (coisa mais bizzara). Imagine um monotrilho que nunca sai do lugar e as obras só atrapalham as avenidas? (burrice e incompetência do metrô de S. Paulo). Imagine uma obra de rodoanel que é gerida por um marginal chamado Paulo Preto e que nunca termina e este governador, tão logo toma posse, promove o perdão a todas construtoras envolvidas na corrupilança (vide artigo da Foice de S. Paulo)? Imagine ter como secretário Gilberto Kassapa ameaçado de prisão antes de mesmo de assumir em jan/19? Imagine ter um vice que é acusado pela Lava Jato de S. Paulo (vote #globolixo)? Ou seja PSDB é um bando de porcos imundos e incompetentes que chafurdeiam na lama da corrupção por mais de 25 anos em S. Paulo.

    1. Estas manifestações populares acabam com a falácia da suposta queda de popularidade do presidente. Ao contrário, todos os que se opõem a ele, caem em desgraça: A ver, Dória, Witzell, Pepa, Frota…

Envie um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Envie-nos a sua opinião, sugestão ou crítica! Fale conosco
-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês