Energia elétrica: governo anuncia bandeira verde a partir de 16 de abril

Expectativa é de redução média de cerca de 20% na conta de luz do consumidor residencial
-Publicidade-
Usina Hidrelétrica de Itaipu | Foto: Robson Fernandjes
Usina Hidrelétrica de Itaipu | Foto: Robson Fernandjes

O governo federal anunciou nesta quarta-feira, 6, a antecipação do fim da bandeira escassez hídrica. A partir de 15 de abril, as contas de energia elétrica estarão sob a bandeira verde, a mais barata.

A expectativa é que o retorno da bandeira verde resultará em uma redução média de cerca de 20% na conta de luz do consumidor residencial.

-Publicidade-

“Com a manutenção das atuais condições de chuva, a perspectiva é de bandeira verde até o final do ano”, informou o governo.

A decisão do Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico, ligado ao Ministério de Minas e Energia, antecipa em duas semanas a retirada do custo extra, a previsão inicial era de que a medida durasse até 30 de abril.

A bandeira de escassez hídrica adicionou R$ 14,20 às contas de energia para cada 100 mWh consumidos, com exceção das famílias inscritas na Tarifa Social.

O Ministério de Minas e Energia disse que em 2021 o Brasil enfrentou a pior seca já registrada na história, mas que hoje os reservatórios estão muito mais cheios que no ano passado e o risco de falta de energia foi totalmente afastado.

Pelas redes sociais, o presidente Jair Bolsonaro (PL) comemorou a medida. “Bandeira verde para todos os consumidores de energia a partir de 16/04. A conta de luz terá redução de cerca de 20%”, escreveu.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

1 comentário Ver comentários

  1. Ok. Mas, o ICMS do estado continua alto. Este mês na conta de internet, veio o valor de 20,15 reais desse desconto. O mercado então, nem se fala. O retorno é pífio. Brasil.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.