Escolha de ministros do STF é mais importante do que eleição, diz Bolsonaro

'Vai acontecer muita coisa até as eleições', afirmou o presidente da República a apoiadores
-Publicidade-
O presidente Jair Bolsonaro (à dir.), ao participar de sessão do Supremo Tribunal Federal
O presidente Jair Bolsonaro (à dir.), ao participar de sessão do Supremo Tribunal Federal | Foto: Marcos Corrêa/PR

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta sexta-feira, 4, que a indicação dos nomes dos dois próximos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), é mais importante do que a própria eleição presidencial no Brasil, em outubro.

As declarações foram dadas em conversa com apoiadores nesta manhã, em frente ao Palácio da Alvorada.

“Mais importante do que a eleição para presidente são duas vagas para o Supremo ano que vem”, afirmou Bolsonaro aos simpatizantes.

-Publicidade-

Em seguida, uma apoiadora do presidente disse: “É isso mesmo, presidente, a luta vai ser lá!”. Bolsonaro, então, afirmou: “Vai acontecer muita coisa até as eleições”.

Em três anos de governo, Bolsonaro fez duas indicações para a Suprema Corte. O presidente indicou os ministros Kássio Nunes Marques e, mais recentemente, André Mendonça.

O presidente eleito em outubro deste ano indicará mais dois futuros componentes do STF em 2023. No ano que vem, Ricardo Lewandowski (em maio) e Rosa Weber (em outubro) vão deixar o tribunal. Os ministros do STF se aposentam, de forma compulsória, ao completar 75 anos.

Na quarta-feira 2, desta vez sem citar abertamente nomes de ministros do STF, Bolsonaro voltou a dizer que atua dentro dos limites da Constituição e deu a entender que há integrantes de outros Poderes da República que não fazem o mesmo.

“Geralmente, quem leva um país para a ditadura é o chefe do Executivo. No Brasil, é o contrário: quem segura o Brasil para não caminhar rumo à Venezuela é o chefe do Executivo”, afirmou Bolsonaro. “Tem muita gente consciente nos outros Poderes. Alguns poucos, não sei o que pensam”, completou.

Leia também: “Bolsonaro desapareceu. E daí?”, artigo de J.R. Guzzo publicado na Edição 98 da Revista Oeste

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

15 comentários Ver comentários

  1. Afirmação cirúrgica e fundamentada do presidente mesmo que passe a impressão para alguns de que ele diminui a relevância do executivo.
    Infelizmente, hoje no Brasil, quem toma as decisões que mais impactam a vida dos brasileiros é o STF. Essa instituição tão importante para a democracia desvia ,explicitamente, das suas atribuições originais e sequestra as prerrogativas do executivo. Não se trata mais de balizar os fatos pela carta magna mas, sim, de atuar politicamente em prol de projeto transnacional de base socialista.
    Como nós temos um legislativo, com as devidas exceções, inerte e subserviente aos ministros do STF – o famoso “rabo preso” – não podemos esperar uma mudança institucional a partir de uma ação contundente daqueles sobre estes.
    Desta forma, replicando parte do eleitorado de Trump nas eleições de 2016, espero que, num eventual segundo turno, os que detestam Lula mas não nutrem simpatias pelo Bolsonaro votem pensando nas indicações das cadeiras do STF. Essa escolha definirá, fundamentalmente, a trilha que o país deverá respeitar na sua trajetória – respeito à constituição – mesmo que existam alternâncias políticas no executivo.

  2. Essa oeste é famosa por passa pano no JB e só comenta coisa que não seja de interesse do presidente, essa revista parece mais Diário oficial de Bolsonoro,por que não fala da cagada da ridícula Live, de quem não trabalha sério, em dizer sobre os paus-de-araras, referindo-se aos nordestino de forma preconceituosa e ainda nem sabe onde o padre Cícero, é um estúpido, calado Bolsonoro faz mais pela nação! No.outro dia sanciona a lei do piso dos professores, assim fica melhor com a categoria, pensado ele, sabe de nada inocente!

      1. O estúpido e covarde do ridículo presidente vc concorda com tudo, até falas preconceituosas e ideias estapafúrdias. Nem serviu bem ao exército, como vereador, deputado federal, qual o projeto que foi aprovado na Câmara durante mais de 25 anos de mandato. Um pseudo terrorista que foi expurgado do exército e vive se achando capitão, famoso de calça curta, ou seja Zé mané de gôndola.

  3. Confissão de sua inviabilidade. Quando alguém diminui pelo que é e valoriza os seus algozes, é porque a onça já bebu água e já foi embora….. Não é Jair, é Já era.

    1. Deixa de ser canalha.
      Você pratica um discurso intelectualmente desonesto.
      Qual sua opção ao atual presidente?
      Deixa de ser rasteiro e pilantra.

  4. Sim, mas para elas acontecerem é preciso votar no presidente. Já pensaram se o criminoso Lula “toma” a presidência, indicara em toda sua carreira 9 ministros do STF ( 7 no passado corrupto e mais 2 agora em 2023.

  5. É verdade, essas Escolhas são cruciais para o Futuro da Democracia no Brasil. Mas se o Presidente não for Reeleito, o Brasil afundará na lama, MAS DEUS NÃO VAI DEIXAR ISSO ACONTECER.

  6. Bolsonaro diz que não sabe o que Moraes é Barroso pensam? Na prática demonstram que estão [email protected] de andando para a constituição. Um abre inquéritos ilegais e inconstitucionais, manda prender gente de cunho conservador, manda prender deputado inventando flagrante, mantém inquéritos só para pressionar pessoas e uma infinidade de irregularidades que não tenho nem adjetivos para qualificar esse fora da lei. O outro fora da lei diz que a letra da constituição é viva. Conforme essa raridade de pessoa se acha iluminado pela filosofia do caos. Esse fora da lei está levando o país para um problema difícil de resolver. Se deixar esses malucos que acreditam em João de Deus e Batisti interpretarem a constituição do jeito deles, levarão esse país ao socialismo da fome. Se não deixar, esse maluco vai nos levar a um golpe militar como último recurso. Escolha de Sofia.

  7. Tem muitos ministros do STF que não seguem a constituição, são militantes políticos de esquerda e deveriam ser julgados , mas como temos um senado comprometido com falcatruas não acontece nada…

    1. Quem votou contra a CPI Lava Toga foi o filho do Bolsonaro, um número aí….vamos cobrar ele ? Qual o interesse dele em impedir as investigações contra os ministros ??

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.