Ex-ministros da Ciência divulgam carta contra o governo

No documento, os signatários falam em 'obscurantismo' e 'ortodoxia liberal'
-Publicidade-
Documento cita suposto "desmonte" das instituições públicas
Documento cita suposto "desmonte" das instituições públicas | Foto: Carolina Antunes/PR

Onze ex-ministros da Ciência e Tecnologia divulgaram ontem um manifesto contra os “graves cortes orçamentários propostos para 2021 de programas estratégicos”. Além disso, advertiram para o “risco de colapso de instituições do Sistema Nacional de CT&I” — o que consideram um “retrocesso sem precedentes” na história das políticas nacionais. Assinam o documento integrantes dos governos Fernando Collor, Itamar Franco, Fernando Henrique Cardoso, Lula e Dilma Rousseff.

O grupo cita que a proposta orçamentária para 2021 tem uma redução dos investimentos públicos de R$ 75 bilhões em 2014 para R$ 25,1 bilhões (a preços de 2020). Os “cortes” são culpa da “ortodoxia liberal” de Bolsonaro. As universidades e os institutos federais também são lembrados no texto. Segundo os signatários do documento, essas instituições acumulam queda progressiva em seus recursos nos últimos anos. “Um retrocesso obscurantista sem precedentes”, escreveram eles.

-Publicidade-

Os ex-ministros também mencionam a existência de um “desmonte” das instituições públicas e redução da capacidade do Estado em enfrentar a crise atual. “Lamentavelmente, com mais de 250 mil vidas perdidas para o [sic] covid-19, testemunhamos a displicência e insensibilidade com que o governo trata a questão.” Por fim, os ex-titulares da pasta convocam as pessoas a se mobilizarem “em defesa da educação, da ciência, da tecnologia e da inovação”.

Ex-ministros da Ciência que ratificam o documento

José Goldemberg, José Israel Vargas, Luiz Carlos Bresser Pereira, Ronaldo Sardenberg, Roberto Amaral, Sergio Machado Rezende, Aloizio Mercadante, Marco Antonio Raupp, Clélio Campolina, Aldo Rebelo e Celso Pansera.

Leia também: “Índia promete à Tesla mais vantagens que a China”

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias.
Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.