Ex-secretário de Saúde de Witzel é preso no RJ

Edmar Santos está sendo investigado pela Justiça por irregularidades na compra de respiradores e contratos emergenciais
-Publicidade-
O ex-secretário de Saúde do Estado do Rio de Janeiro Edmar Santos | Foto: TOMAZ SILVA/AGÊNCIA BRASIL
O ex-secretário de Saúde do Estado do Rio de Janeiro Edmar Santos | Foto: TOMAZ SILVA/AGÊNCIA BRASIL | O ex-secretário de Saúde do Estado do Rio de Janeiro Edmar Santos | Foto: TOMAZ SILVA/AGÊNCIA BRASIL

Edmar Santos está sendo investigado pela Justiça por irregularidades na compra de respiradores e contratos emergenciais

ex-secretário de saúde
O ex-secretário de Saúde do Estado do Rio de Janeiro Edmar Santos | Foto: TOMAZ SILVA/AGÊNCIA BRASIL

O ex-secretário estadual de Saúde do Rio de Janeiro Edmar Santos foi preso, na manhã desta sexta-feira, 10, em Itaipava, região serrana do Rio de Janeiro. Agentes do Ministério Público (MPRJ) estadual estão em outro imóvel dele, em Botafogo, Zona Sul do Rio.

-Publicidade-

Santos, que foi exonerado do cargo pelo governador Wilson Witzel (PSC-RJ) em maio deste ano, é investigado por irregularidades na compra de respiradores e contratos emergenciais, como os dos hospitais de campanha durante a pandemia de covid-19.

Conforme noticiou Oeste, o Estado do Rio de Janeiro comprou mil respiradores que custaram R$ 183 milhões. O Tribunal de Contas do Estado determinou que Santos devolva R$ 36 milhões aos cofres públicos devido a suposto superfaturamento.

Saiba mais

No início deste mês, Santos teve o bloqueio de seus bens decretado pela Justiça. Ele e mais sete são acusados pelo MPRJ de improbidade administrativa. Além disso, as autoridades chegaram a determinar a quebra do sigilo bancário.

Leia também: “O ataque do Covidão”, reportagem publicada na edição n° 7 de Oeste

Em maio, Witzel reconduziu Santos ao governo, mas para ser “secretário extraordinário de acompanhamento das ações governamentais integradas da covid-19”. A informação consta no Diário Oficial do Estado do Rio de Janeiro.

Impeachment

Os deputados estaduais da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro abriram, no mês passado, um processo de impeachment contra o governador Wilson Witzel. Dessa forma, o placar foi 69 a zero. Contra ele, recaem acusações de irregularidades em gastos no combate ao coronavírus.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

2 comentários Ver comentários

  1. Em maio, Witzel reconduziu Santos ao governo, mas para ser “secretário extraordinário de acompanhamento das ações governamentais integradas da covid-19”. A informação consta no Diário Oficial do Estado do Rio de Janeiro.
    Acho que o governador do estado falido do rio não sabia de nada.

  2. A sociedade brasileira, embora acostumada, assiste perplexa maia um caso de falcatruas com o recurso público e isto em.plena pandemia. O que se passa na mente desse senhores e senhoras que tem a tarefa de cuidar da sociedade mas a a ambição do dinheiro os cega desta maneira? A consciência deve regular algo ou simplesmente ela está adormecida pelo tóxico da rir A a todo custo? Enquanios muitos morriam ou sofriam as angústias do vírus este envolvidos em tais descalabros teciam seus planos de riqueza e poder… lamentável. Tudo é tão passageiro aqui na terra.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.