Fachin demonstra ‘muita preocupação’ com ação que deixou 25 mortos no Rio

Ministro é o relator de uma ação na qual o STF decidiu, em 2020, restringir as operações policiais em favelas do Estado
-Publicidade-
Ministro Edson Fachin, durante sessão plenária do STF | Foto: Nelson Jr./SCO/STF
Ministro Edson Fachin, durante sessão plenária do STF | Foto: Nelson Jr./SCO/STF

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luiz Edson Fachin conversou nesta quarta-feira, 25, com o procurador de Justiça do Rio de Janeiro, Luciano de Oliveira Mattos de Souza, e manifestou “muita preocupação” com a operação policial que deixou 25 mortos na Vila Cruzeiro, na Penha, zona norte da capital fluminense.

Segundo a Polícia Militar do Rio de Janeiro, a operação, que aconteceu ontem, buscou prender chefes de uma facção criminosa escondidos no complexo. Fachin é o relator de uma ação na qual a Corte decidiu, em 2020, restringir as operações policiais em favelas do Rio para casos excepcionais, enquanto durar a pandemia.

-Publicidade-

“O ministro Edson Fachin, relator da ADPF 635 (na qual o STF determinou a elaboração de um plano de redução da letalidade policial em comunidades do Rio de Janeiro), conversou com o Dr. Luciano de Oliveira Mattos de Souza, procurador de Justiça do Rio (MP-RJ)”, informou o STF.

“Ao procurador, o ministro demonstrou muita preocupação com a notícia de mais uma ação policial com índice tão alto de letalidade na data de ontem, mas informou que soube da pronta atuação do Ministério Público e que tem confiança de que a decisão do STF será cumprida, com a investigação de todas as circunstâncias da referida operação”, finalizou a Corte.

Como mostrou Oeste, o coronel da PM do Rio Luiz Henrique Marinho Pires disse que a decisão do Supremo de restringir as operações policiais em favelas do Rio possibilitou a migração de criminosos ao Estado.

“Isso vem acentuando nos últimos meses. Esse esconderijo deles nas nossas comunidades é fruto basicamente dessa decisão do STF. É o que a gente entende, a gente está estudando isso, mas provavelmente deve ser fruto dessa decisão do STF”, disse o coronel.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

29 comentários Ver comentários

  1. Diante de declarações e ações, por parte do STF, que descaradamente visam proteger e facilitar a atuação da bandidagem no Rio de Janeiro, quem tem que prestar esclarecimentos à sociedade (diga-se: aqueles que pagam o custo da toga) são esses ministros. A ação da PRF e da PM no Rio foi um sucesso! Eu e todo cidadão carioca honesto e digno agradecemos a atuação desses homens valentes e corajosos que combatem o mal e neutralizam bandidos, mesmo quando estes têm a proteção da mais alta corte da (in)justiça brasileira.

  2. Quantos fuzis foram apreendidos? Pistolas? Granadas? Munição? Migração de bandidos? Infelizmente é o lado ruim que tem que ser combatido e graças a Deus nenhum policial foi morto ou seja o lado bom,operação bem planejada,estudada e bem cumprida,isso incomoda pessoal, as trevas não se conforma,pro mal tem que haver morte dos dois lados aí sim houve trevas.A guerra é o bem contra o mal não tirem o foco disso,trevas e
    luz,potestades,principados,dominadores que agem nas hostes(exércitos comandado pelo diabo)celestiais do mal,guerra espiritual mais o Brasil vai vencer não tenho nenhuma dúvida.

  3. Um tribunal que anula processos que condenaram o responsável pelo maior esquema de corrupção do planeta e o libera para disputar a eleição presidencial é o mesmo que exerce sua opção preferencial pelos traficantes de drogas e incomoda-se quando esses marginais fortemente armados são eliminados em confronto com as forças policiais. Sobra coerência no STF.

  4. Proponho esse advogado militante travestido de ministro, subir aos morros controlados pelo narcotráfico para, confabulando com sua voz irritante e afetada, resolver o problema. Ah, leve uma flor para cada bandido; bala não resolve.

  5. Esse fachin e um imbecil comunista defensor de bandidos, sejam eles corruptos de colarinho branco ou traficantes do morro. Parabens a policia pela limpeza no morro. 24 bandidos a menos

  6. Fachin deveria estar preocupado com a segurança dos cariocas honestos. Em vez disso, prefere atacar a PM e proteger bandidos de alta periculosidade

  7. O cara nunca saiu dos gabinetes e vem dar ordens de como a polícia deve agir.
    Esses esquerdistas vivem numa bolha teórica não sabem nada da vida real.
    Agora está “muito preocupado” palhaço hipócrita.

  8. Imbecilidade de juiz é isso. Este idiota que não sabe nada sobre vida em morros e favelas dominados por essa turma que caga e andam pra o que é direito. Não estão nem um pouquinho preocupados com as pessoas que nestes cantos sobrevivem sobre as ordens. E, que não pode nem imaginar em descumprir!!

  9. Zeptostro Fachin. Você é o responsável por essa tragédia! Assuma! Ao restringir ações da polícia nas favelas a bandidagem fez gato e sapato delas. Agora, em uma ação veio a tona a beligerância toda. Se você não tivesse feito essa restrição, cada ação da polícia resultaria em menos mortes e mais apreensões. Assuma a sua culpa e resigne a seu cargo, Vc já fez a sua cota de maldade para o Brasil

    1. Militante comunista, cínico, criminoso. Quando for impedido, espero que em muito breve, deve ter seu passaporte retido pela PF para impedi-lo de se evadir da cena do crime. Tem que responder pelos seus atos.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.