Fiocruz se nega a reservar vacinas contra covid-19 para ministros do STF

Fundação disse que a produção será destinada integralmente ao Ministério da Saúde
-Publicidade-
Foto: Dorivan Marinho/STF
Foto: Dorivan Marinho/STF

Fundação disse que a produção será destinada integralmente ao Ministério da Saúde

Supremo Tribunal Federal
Estátua da Justiça em frente à sede do Supremo Tribunal Federal | Foto: Dorivan Marinho/SCO/STF

A Fundação Oswaldo Cruz rejeitou nesta quarta-feira, 23, um pedido do Supremo Tribunal Federal para reservar doses de vacinas contra a covid-19 para 7 mil pessoas, entre ministros, servidores e colaboradores da Corte.

-Publicidade-

A Fiocruz afirmou não caber a ela “atender a qualquer demanda específica” e que a produção é destinada “integralmente” ao Ministério da Saúde.

Leia mais: Fux perde força após 4 ministros decidirem não entrar em recesso

A fundação deve entregar 1 milhão de doses da vacina de Oxford/AstraZeneca entre 8 e 12 de fevereiro.

O Superior Tribunal de Justiça já havia feito pedido semelhante ao do STF, que também foi negado pela Fiocruz.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

11 comentários Ver comentários

  1. Tenho uma ideia melhor. No comércio de Madureira, bairro da zona norte do RJ, os camelôs já estão vendendo a vacina. Que tal despachar um grande lote para os deuses do Olimpo do Poder Judiciário? Assim ficaríamos torcendo para o Brasil se livrar dessa praga. (Refiro-me aos Ministros e não ao vírus)

  2. Oi.
    Melhor reservarem a CORONAC que já está aprovada e já pronta para distribuição e seria interessante o pessoal começarem ainda antes do Natal, devendo todos estarem vacinados até o Ano Novo ( Eles, lá de cima e seus familiares).
    Boa Sorte para todos eles…

  3. Pois é, nosso STF não respeita sequer a independência entre os poderes, tentando desrespeitar o plano nacional de vacinação do Ministério da Saúde, e buscando um Instituto para reservar vacinas. Ai é demais. Que estranhos “seres superiores” são esses?
    Sugiro ao ministro da saúde que abra uma exceção e priorize aos 11 ministros do STF independente de suas idades, e a seus familiares diretos, a aplicação imediata da vacina coronavac após a aprovação emergencial, com os cuidados de pedir que assinem termo que aceitam os riscos de efeitos adversos. Afinal, cuidados são necessários, pois eles são doidinhos para processar o governo federal.

    1. O povo, infelizmente, ñ pode dissolver o STF pelo exercício do voto.
      Impeachment caberia ao Senado, mas estes têm o “rabo preso” com a Corte.
      Restam-nos as FFAA, mas os generais parecem terem se acomodado e/ou acorvadados.

      1. Com esses “generais” que esse exército vermelho dispõe, estaremos perdidos caso aconteça uma invasão da Bolívia a esse território. Temos que contar é com a sorte mesmo.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.