Fiocruz se nega a reservar vacinas contra covid-19 para ministros do STF

Fundação disse que a produção será destinada integralmente ao Ministério da Saúde
-Publicidade-
Foto: Dorivan Marinho/STF
Foto: Dorivan Marinho/STF

Fundação disse que a produção será destinada integralmente ao Ministério da Saúde

Supremo Tribunal Federal
Estátua da Justiça em frente à sede do Supremo Tribunal Federal | Foto: Dorivan Marinho/SCO/STF
-Publicidade-

A Fundação Oswaldo Cruz rejeitou nesta quarta-feira, 23, um pedido do Supremo Tribunal Federal para reservar doses de vacinas contra a covid-19 para 7 mil pessoas, entre ministros, servidores e colaboradores da Corte.

A Fiocruz afirmou não caber a ela “atender a qualquer demanda específica” e que a produção é destinada “integralmente” ao Ministério da Saúde.

Leia mais: Fux perde força após 4 ministros decidirem não entrar em recesso

A fundação deve entregar 1 milhão de doses da vacina de Oxford/AstraZeneca entre 8 e 12 de fevereiro.

O Superior Tribunal de Justiça já havia feito pedido semelhante ao do STF, que também foi negado pela Fiocruz.

Telegram
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

11 comments

    1. O povo, infelizmente, ñ pode dissolver o STF pelo exercício do voto.
      Impeachment caberia ao Senado, mas estes têm o “rabo preso” com a Corte.
      Restam-nos as FFAA, mas os generais parecem terem se acomodado e/ou acorvadados.

      1. Com esses “generais” que esse exército vermelho dispõe, estaremos perdidos caso aconteça uma invasão da Bolívia a esse território. Temos que contar é com a sorte mesmo.

  1. Pois é, nosso STF não respeita sequer a independência entre os poderes, tentando desrespeitar o plano nacional de vacinação do Ministério da Saúde, e buscando um Instituto para reservar vacinas. Ai é demais. Que estranhos “seres superiores” são esses?
    Sugiro ao ministro da saúde que abra uma exceção e priorize aos 11 ministros do STF independente de suas idades, e a seus familiares diretos, a aplicação imediata da vacina coronavac após a aprovação emergencial, com os cuidados de pedir que assinem termo que aceitam os riscos de efeitos adversos. Afinal, cuidados são necessários, pois eles são doidinhos para processar o governo federal.

  2. Oi.
    Melhor reservarem a CORONAC que já está aprovada e já pronta para distribuição e seria interessante o pessoal começarem ainda antes do Natal, devendo todos estarem vacinados até o Ano Novo ( Eles, lá de cima e seus familiares).
    Boa Sorte para todos eles…

  3. Tenho uma ideia melhor. No comércio de Madureira, bairro da zona norte do RJ, os camelôs já estão vendendo a vacina. Que tal despachar um grande lote para os deuses do Olimpo do Poder Judiciário? Assim ficaríamos torcendo para o Brasil se livrar dessa praga. (Refiro-me aos Ministros e não ao vírus)

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site