Fiuza: ‘Se as medidas restritivas continuarem, o país irá à falência’

Colunista da Revista Oeste argumenta que as políticas de isolamento, da maneira como são aplicadas, não funcionam
-Publicidade-
Fiuza não concorda com as políticas de isolamento impostas por governadores e prefeitos
Fiuza não concorda com as políticas de isolamento impostas por governadores e prefeitos | Foto: Reprodução/YouTube

O jornalista Guilherme Fiuza voltou a tecer críticas a governadores e prefeitos brasileiros. Durante o programa Os Pingos nos Is, da rádio Jovem Pan, realizado nesta quarta-feira, 31, o colunista da Revista Oeste afirmou que o Brasil não suportará o prolongamento das medidas restritivas que os gestores estaduais e municipais estão impondo à população, sob a justificativa de conter o avanço da covid-19. “Se esses políticos não forem questionados, as medidas restritivas durarão para sempre”, analisou. “Se isso continuar [as políticas de isolamento], o país irá à falência, porque não tem como garantir meios de subsistência às pessoas que não podem trabalhar”, completou. Mais cedo, o governo federal anunciara a nova fase do auxílio emergencial. Cerca de 45,6 milhões de pessoas em situação de vulnerabilidade social foram comunicadas de que receberão, a partir da próxima terça-feira, 6 de abril, a primeira das quatro parcelas do auxílio. “A ajuda [do governo] durará mais tempo, porque as medidas restritivas estão se prolongando — mas isso é endividamento”, afirmou Fiuza. “É um buraco que está sendo cavado”, concluiu.

Leia também: “‘O Brasil tem que voltar a trabalhar’, diz Bolsonaro ao anunciar novo auxílio emergencial”

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

3 comentários Ver comentários

  1. Sem crise é impossível iniciar a revolução! A fase de conquista cultural, base da revolução Granscista, já está consolidada (na visão dos nossos Esquerdistas), agora chegou a fase da ação concreta! Por isso, quanto mais falido estiver o País, mais fácil será para essa corja tomar o poder, conforme vaticinou José Dirceu!

  2. Mas é isso que querem. O tratamento precoce utilizado com sucesso em várias cidades brasileiras não é introduzido não é só porque o Bolsonaro elogiou e recomenda, o que querem sãos os repasses do governo federal. Estão se lixando para salvar vidas. Tudo bandido!

    1. Com certeza! E pior: o isolamento ou ‘lockdown’ AUMENTA a probabilidade de você adoecer! É tudo ao contrário mesmo.

      A única medida que podemos de fato adotar é o #FiqueEmCalma, mas ultimamente (em especial o assassinato do PM da Bahia) está mais difícil do que nunca se manter lúcido perante toda esta palhaçada.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.