Fux critica judicialização e diz que STF é acionado até em ‘questões regionais mínimas’

Presidente do Supremo disse ser contra partidos políticos perderem no Congresso e, depois, irem ao Judiciário para "tentar virar o jogo"
-Publicidade-
Presidente do Supremo, Luiz Fux | Foto: Rosinei Coutinho/SCO/STF
Presidente do Supremo, Luiz Fux | Foto: Rosinei Coutinho/SCO/STF

Presidente do Supremo afirma ser contrário a partidos políticos perderem no Congresso e, depois, irem ao Judiciário para “tentar virar o jogo”

Luiz Fux
Presidente do Supremo, Luiz Fux | Foto: Rosinei Coutinho/SCO/STF

O presidente do Supremo Tribunal Federal, Luiz Fux, criticou nesta segunda-feira, 9, o fato de a Corte ser acionada até para se pronunciar sobre  “questões regionais mínimas”.

-Publicidade-

O ministro classificou de “moléstia” a judicialização frequente que ocorre no Brasil e disse que o “protagonismo judicial” fez muito mal ao Supremo.

Leia mais: “Orçamento de 2021 não deve ser votado neste ano, avalia Mourão”

“A judicialização da política é uma ideia de que o Supremo intervém na política. Não, o Supremo não pode intervir na política. A política é necessária, e, em um Estado Democrático de Direito, a instância maior é o Parlamento”, disse o ministro em palestra na seção Rio da ABF (Associação Brasileira de Franchising).

Ele disse ser contrário a partidos políticos perderem no Congresso e, depois, irem ao Judiciário para “tentar virar o jogo”.

Fux garantiu que no “sentimento constitucional do povo consciente” não se justifica que uma pessoa investigada, denunciada e condenada não seja presa em segunda instância: “Isso não foi uma paixão passageira”.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

10 comentários Ver comentários

  1. Essa situação de judicialização de tudo que não é a favor das pautas de esquerda ser objeto de ações junto ao STF, só ocorre por três motivos:
    1º) Indubitavelmente os partidos de esquerda são compostos por cidadãos fora da área de produção, leigos na maioria dos aspectos necessários ao atendimento das reais necessidades da sociedade, quando muito, a única coisa que conseguem fazer é ler de carreirinha; logo não possuem qualquer ideia ou projeto de fatio útil à sociedade;
    2º) Dada a essa fraqueza intelectual, juntos à Academia, à imprensa, ao estrangeiro que se interessa por nosso território e riquezas, aos corruptos e demais abjetos da sociedade, tentam, a todo custo, derrubar o atual governo que é o posto da incompetência, corrupção e antipatriotismo deles. Se tornam absolutamente peixes fora d’água; e,
    3º) Como sabem que o STF é constituído de pessoas de mesmo quilate que os seus, simplesmente agem através dele para a imposição da maioria do povo brasileiro que resolveu tirar justamente essa corja do poder!
    O STF é igual, semelhante, idêntico, congruente, conforme, leigo, perverso e amoral, tanto quanto seus reais patrões: FHC, Lula e Dilma; logo da mesma praia do PT, PCdoB, PSOL, Rede, Cidadania, PSDB, PSB, …
    É apenas por isso que vão ao STF, bancada de advogados deles com privilégios de Juízes!

  2. Palavras não significam nada. É descabida a declaração dele pq todos os togados do STF aceitam qualquer porcaria de petição de qualquer comunista do congresso. A judicializaçao só não ocorre qdo conservadores procuram seus direitos, como no ilegalissimo inquérito das fake. Ele fala como se o STF fosse uma pobre vítima do congresso qdo ele, o STF, tb é parte do problema. Lembro ainda q um colega dele disse q o STF é “editor” (eufemismo para censor) de um país inteiro. O q Fux esperava?

    1. Você já se antecipou ao que eu iria dizer. É isso mesmo, esses togados aceitam qualquer reclamação que venham desses partidecos da extrema esquerda. Só falta julgarem briga de vizinhos.

  3. Entendo que o Supremo é um ninho de víboras. Notei que Fux teve que colocar o galho dentro várias vezes à medida que se aproximava a sua assunção ao cargo de presidente do STF. Ele sabia que corria risco de um golpe para o impedir de assumir. Agora somos todos Fux. Que com ele no comando do leme a Suprema Corte, tome novos rumos. Lembrando que o presidente do STF pode recorrer ao art. 142, da Constituição Federal, em caso de necessidade. Espero que ele consiga mostrar ao Alexandre de Moraes, que ele (CP) não é um STF particular e que se livre de vez dos inquéritos das fake news e dos atos antidemocráticos.

  4. Mas nossa CF “intocável” permite… e os sinistros sempre aceitam “docemente constrangidos” o modesto papel de rei absolutista que a “vida” lhes impõe ou exige!!

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.